A segunda tentativa do queniano Eliud Kipchoge de tentar fazer uma maratona em menos de duas horas ganhou um patrocinador. A empresa privada multinacional de produtos químicos Ineos, que tem sua sede em Londres, seguirá os passos da Nike e tentará entrar para a história como a parceira de um momento histórico.

Para quem não se lembra, a primeira tentativa de Kipchoge foi extremamente divulgada por sua patrocinadora esportiva, a Nike, em um evento que chegou a ser transmitido pela televisão e contou com uma série de convidados no Autódromo de Monza, na Itália. A tentativa inicial foi realizada em 6 de maio de 2017, há exatos dois anos, e o queniano ficou a 26 segundos de alcançar o feito, com um tempo de 2h00min25s.

Foto: Reprodução / Twitter (@INEOS159)

"Aprendi com minha tentativa anterior e acho que posso ser 26 segundos mais rápido do que estava em Monza há dois anos. Quero mostrar ao mundo que o ser humano não tem limites", revelou Kipchoge.

"Queremos fazer história com Kipchoge", resumiu Jim Ratcliffe, fundador e CEO da Ineos, que ficará responsável por toda a publicidade pré-evento e promete fazer uma série de ativações diferentes de divulgação.

De acordo com a empresa, o local da nova tentativa de baixar o tempo da maratona para menos de 2 horas será divulgado em breve. O desafio, batizado de "Ineos 159 Challenge", deverá ocorrer no início de outubro.

Esta não é a primeira vez que a Ineos se envolve com o esporte de elite este ano. Em abril, a marca anunciou que vai assumir os naming rights do Team Sky, uma das equipes de ciclismo mais tradicionais e vencedoras da história britânica e mundial, que perderá o patrocínio da emissora de televisão por assinatura no final deste ano. O Team Ineos passará a ser chamado desta forma em janeiro de 2020.

Foto: Reprodução / Twitter (@INEOS159)


Notícia Ineos Nike Eliud Kipchoge desafio evento maratona recorde marketing marca patrocínio estratégia mercado corrida de rua