A reestruturação da ESPN após a fusão entre Disney e Fox levou à saída de toda a parte diretiva da emissora. Na manhã desta quarta-feira (14), João Palomino, vice-presidente de conteúdo, foi comunicado de sua saída da ESPN após 25 anos atuando como jornalista da empresa.

A saída do executivo está diretamente ligada às mudanças que a Disney vem realizando nas empresas do grupo desde que o processo de fusão com a Fox foi iniciado. O Fox Sports, que pertencia ao grupo Fox, não foi autorizado pelo Cade a fazer parte da fusão, logo, executivos, profissionais e direitos esportivos da marca esportiva do grupo Fox não poderão fazer parte da Disney e, consequentemente, da ESPN.

LEIA MAIS: Cade decide que Disney terá de vender Fox Sports no Brasil

Mas essa decisão representou uma tremenda mudança na direção da emissora. O primeiro a sair foi Marcelo Zeni, que era vice-presidente de afiliadas. Na sequência, German Hartenstein, que era CEO da ESPN, deixou a empresa. Pouco tempo depois, foi a vez de o vice-presidente de publicidade, Rafael Davini, ser demitido. Agora, a reestruturação do comando da empresa foi complementado com a saída de Palomino.

O executivo era vice-presidente de jornalismo e producão da ESPN desde 2012. Ele rescindiu o contrato com a emissora do grupo Disney na manhã desta quarta-feira (14). A saída é simbólica. Palomino foi um dos primeiros jornalistas da equipe da ESPN no Brasil, tendo iniciado seu trabalho na empresa em 1995, ainda como repórter e apresentador, após passagens em veículos como Rede Manchete, SBT e TV Cultura.

Ao longo da carreira, tornou-se apresentador e narrador esportivo, tendo participado da cobertura de grandes eventos como seis edições de Jogos Olímpicos e quatro Copas do Mundo, narrando as finais do Mundial de futebol em 2006 e 2010. Ele permaneceu em cargos jornalísticos até 2012, quando assumiu a chefia da redação da ESPN, no lugar de José Trajano.

Sob a gestão de Palomino, os esportes americanos ganharam mais espaço na grade da ESPN, com recordes de audiência registrados a cada temporada da NFL e da NBA nos últimos anos.

LEIA MAIS: Análise: Mudanças em canais geram dúvidas no mercado

Procurado para falar sobre a saída, o executivo disse que não comentaria o assunto. Além de Palomino, outros profissionais estão sendo desligados nesta quarta-feira (14). As demissões acontecem num período pré-fechamento de ano fiscal. Em setembro, encerra-se o balanço anual da ESPN.

Em nota, a empresa disse:

"A ESPN vive um processo de transformação e adaptação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes em meio às constantes mudanças no consumo de conteúdo. A reformulação faz parte do planejamento da emissora para o próximo ano, em que seguirá apostando no conteúdo ao vivo e nos direitos esportivos de futebol, tais como Premier League e LaLiga, além de ligas norte-americanas como NFL, NBA, MLB, NHL, entre outras".


Notícia ESPN João Palomino Fox Fox Sports Disney mídia demissão reestruturação gestão mercado