Clubes de futebol da Holanda e da Bélgica estão conversando sobre uma possível fusão da Eredivisie (Campeonato Holandês) com a Jupiler Pro League (Campeonato Belga) a partir de 2025. De acordo com a consultoria Deloitte, a BeNeLiga, como o torneio já vem sendo chamado, poderia gerar até € 400 milhões em acordos de direitos televisivos.

Segundo o site britânico SportsPro Media, o valor da receita de direitos representaria um aumento significativo nos contratos atuais mantidos individualmente pelos dois torneios, que recebem cerca de € 80 milhões por ano, de acordo com a Inside World Futebol (IWF). Com os números, fica claro que o lado financeiro é um dos principais pilares de sustentação daqueles que defendem a ideia.

A possibilidade de fusão existe já há algum tempo, mas ganhou força no ano passado justamente quando a Deloitte foi contratada para analisar a viabilidade das duas ligas unindo forças. O provável resultado financeiro de uma união chamou atenção dos clubes.

Foto: Reprodução / Sky Sports

Recentemente, representantes de 11 dos principais clubes dos dois países se reuniram em Eindhoven, na Holanda. No encontro, estiveram presentes representantes dos holandeses Ajax, Feyenoord, PSV Eindhoven, AZ Alkmaar, Utrecht e Vitesse, além dos belgas Anderlecht, Club Brugge, Genk, Gent e Standard Liège. A Associação Holandesa de Futebol (KNVB) e a Associação Belga de Futebol (KBVB) também participaram da reunião.

De acordo com o jornal holandês Algemeen Dagblad, a BeNeLiga poderia ter início em 2025 e contaria com dez clubes holandeses e oito belgas competindo dentro de um sistema de promoção e rebaixamento.

O assunto também ganhou relevância na Bélgica por conta da decisão recente da Jupiler Pro League de não conceder os direitos domésticos de transmissão após a apresentação de ofertas por emissoras e grupos de mídia rivais. Atualmente, a liga embolsa cerca de € 80 milhões por temporada em acordos de direitos domésticos ao vivo com as operadoras Proximus, Telenet e Voo. Para o próximo ciclo, a Mediapro entrou na briga. Até agora, no entanto, nenhuma concorrente fez uma proposta de € 100 milhões, valor pretendido pela liga belga.


Notícia Holanda Bélgica Eredivisie Jupiler Pro League futebol fusão finanças estratégia marketing mercado BeNeLiga