O prédio da CBF, na Barra da Tijuca, no Rio

A CBF deu início a um debate com profissionais do mercado sobre propostas para internacionalização de marca do futebol brasileiro. O Grupo de Trabalho reuniu representantes de clubes, atletas, entidades de classe e da mídia. A Máquina do Esporte esteve representada nesta reunião pelo seu sócio-diretor Erich Beting.

A prerrogativa do grupo é reunir propostas que permitam uma melhor penetração da marca da seleção brasileira, dos clubes e de profissionais da indústria do futebol no exterior, contribuindo para o aumento de receita e de novas oportunidades para toda a cadeia produtiva do futebol.

Até o final do ano, um conujunto de propostas será levado ao Comitê de Reformas da CBF, instaurado no começo deste ano pela entidade.

A dificuldade dos clubes brasileiros em ganhar mercado no exterior, a transformação dos campeonatos em produtos mais atrativos para o público estrangeiro e a própria ampliação do alcance da seleção brasileira em novos mercados foram alguns dos pontos levantados como fundamentais para um início de projeto de expansão da marca do futebol brasileiro no exterior.

O próximo encontro do grupo de trabalho deve acontecer até o final deste mês, na sede da CBF.


Notícia CBF Grupo de Trabalho Internacionalização