Southampton festeja vaga na final da Copa da Liga Inglesa

O Southampton é mais um clube europeu que irá passar para as mãos de investidores chineses. A suíça Katharina Liebherr, dona do clube desde a morte de seu pai, em 2010, chegou a um acordo com a Lander Sports Development. Os valores não foram divulgados, mas a Bloomberg estimou a transação em £ 200 milhões (R$ 797 milhões).

Atualmente, o clube conta como principais patrocinadores a Virgin Media (camisa) e a Under Armour (fornecedor de material esportivo). O clube é um dos poucos da Premier League que tem conseguido apresentar balanços financeiros positivos nos últimos anos. Entre 2012 e 2015, o Southampton acumulou um lucro de £ 40 milhões (R$ 159 milhões). O faturamento anual do time, graças ao novo contrato de TV, é de cerca de £ 100 milhões (R$ 398 milhões).

Segundo estudo da Uefa, a Premier League é o campeonato mais atraente para os investidores estrangeiros. Dos 20 times que disputam o campeonato, 15 são controlados por corporações de fora do Reino Unido, com papel crescente de empresas chinesas.

Na década passada, corporações norte-americanas compraram os tradicionais Manchester United, Liverpool e Arsenal. Agora, o movimento se deslocou para a China. A CMC Holdings (China Media Capital) pagou US$ 400 milhões por 13% do Manchester City. Já o Recon Group comprou o Aston Villa, atualmente na segunda divisão. O Yunki Guokai, por sua vez, adquiriu o West Bromwich Albion.


Notícia Southampton Lander Sports Development Aquisição Premier League