A boa campanha do Flamengo na Copa Libertadores deste ano não para de render bons números de audiência à Globo, em especial, obviamente, no Rio de Janeiro. O jogo de ida da semifinal do torneio, disputado nesta quarta-feira (2), diante do Grêmio, em Porto Alegre, não foi diferente.

LEIA MAIS: "Imprevisto" acontece, e inauguração da Arena Amstel é adiada

Entre os cariocas, a partida igualou o melhor ibope da Libertadores em 11 anos. Com 47 pontos e 65% de participação, o empate por 1 a 1 entre Grêmio e Flamengo alcançou o que a final da competição em 2008, entre Fluminense e LDU, havia alcançado. A única diferença é que, há 11 anos, a participação dos televisores ligados foi maior e chegou a 71%.

Além disso, a partida desta quarta-feira (2) ainda bateu o recorde de audiência do futebol da Globo em 2019, com o maior ibope de uma transmissão do esporte mais assistido no mundo desde a queda da seleção brasileira na Copa do Mundo do ano passado. O Brasil perdeu para a Bélgica por 2 a 1, no dia 6 de julho de 2018, com 51 pontos e 81% de participação.

Foto: Alexandre Vidal

Em São Paulo, apesar de mais baixos, os números também podem ser considerados muito bons. Com 30 pontos e 46% de participação, a partida foi a mais acompanhada da Libertadores 2019 entre os paulistas. A última vez que a audiência do torneio em SP havia chegado a 30 pontos ou mais foi em 31 de outubro do ano passado, na queda do Palmeiras na semifinal diante do Boca Juniors. À época, foram 33 pontos com 49% de participação.

Por último, em Porto Alegre, a partida registrou 44 pontos com 65% de participação. O número foi o recorde do torneio na capital gaúcha desde o jogo de volta da final de 2017, quando o próprio Grêmio se sagrou tricampeão da América ao passar pelo Lanús no dia 29 de novembro daquele ano. À época, foram 51 pontos com 69% de participação.

O jogo de volta da semifinal também será transmitido pela Globo no dia 23 de outubro. Com a chance de o Flamengo alcançar uma final de Libertadores após 38 anos, a expectativa da emissora carioca é bater todos os recordes possíveis com a partida.

Segundo a medição do Ibope, cada ponto de audiência alcançado equivale a 73.015 residências (ou 200.766 pessoas) na Grande São Paulo. No Rio de Janeiro e região metropolitana, cada ponto é equivalente a 46.175 residências (ou 118.440 telespectadores). Já em Porto Alegre e região metropolitana, cada ponto significa 15.742 residências (ou 41.003 telespectadores) acompanhando a partida.


Notícia Libertadores Globo Flamengo Grêmio semifinal mídia TV aberta transmissão audiência ibope recorde mercado