O Governo de São Paulo, através de governador em exercício, Rodrigo Garcia, substituindo João Dória Jr., em viagem internacional, vetou o projeto de lei que liberaria o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios e arenas esportivas do estado.

Mesmo após o PL ter sido aprovado na Assembleia Legislativa e ter sido apoiada por Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos, o governo decidiu vetar a questão, pois, segundo o entendimento da Procuradoria Geral do Estado, iria contra o Estatuto do Torcedor, Lei Federal, e o Estado não deveria se opor a isso.

O veto freia a empolgação das agremiações com a possibilidade de ampliar suas parcerias com as marcas, Brahma, no caso de Palmeiras, São Paulo e Santos e Estrella Galícia, no caso do Corinthians. Os clubes chegaram a usar as redes sociais para pedirem apoio para a liberação das bebidas alcoólicas, através da expressão #liberabrejaSP.

As marcas de cerveja são grandes parceiras do futebol mundial, com destaque para a Heineken, patrocinadora oficial da Champions League e Budweiser, parceira oficial da Copa do Mundo FIFA 2018.


Notícia Marketing Gestão Patrocínio Corinthians São Paulo Santos Palmeiras