A Copa do Mundo chegou ao fim e poucas companhias têm tanto para celebrar como a GOL, companhia aérea que é patrocinadora e transportadora oficial da seleção brasileira. Durante o Mundial, a empresa criou uma série de experiências que fizeram sucesso entre os clientes e trouxeram um retorno bastante interessante para a marca.

De um modo geral, as ações especiais apresentaram e valorizaram os serviços da companhia oferecidos aos passageiros, ao mesmo tempo que enalteceram a paixão do brasileiro pelo futebol.

Foto: Divulgação / GOL

“Somos uma companhia 100% brasileira e trazemos a paixão pelo futebol e por esporte em nosso DNA. E como transportadora oficial da seleção, a GOL se propôs a fazer o que faz de melhor: propiciar uma excelente experiência de viagem. Com nossas ações, transportamos nosso cliente para mais perto da seleção, o levamos até uma de suas paixões, o integramos na corrente pelo hexa e também apresentamos e valorizamos todos os nossos serviços. Conquistamos excelentes números, com quase 80% de positividade para a marca com relação ao tema seleção brasileira”, revelou Maurício Parise, diretor de marketing da GOL.

Foto: Divulgação / GOL

As ações começaram apenas dois meses e meio antes do início da Copa do Mundo. No dia 27 de março, a companhia aérea realizou seis voos especiais com a presença de campeões mundiais dos cinco títulos da seleção.

O sexto voo não teve um campeão mundial a bordo, mas contou com outra novidade: os passageiros assistiram ao vivo, em pleno voo, ao amistoso entre Brasil e Alemanha, que acabou vencido pela seleção brasileira por 1 a 0. Os passageiros dos seis vôos receberam camisas oficiais do time canarinho. Ao todo, foram mais de 1.200 camisas distribuídas.

Foto: Divulgação / GOL

Depois, a companhia aérea também saiu do óbvio ao fechar com Neymar e não utilizá-lo, abriu vagas para “espiões” de rivais do Brasil e ainda criou o “Portão do Hexa”, um portão de embarque tematizado no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, que contou, na inauguração, com as presenças dos campeões mundiais Rivellino e Marcos.

A última ação foi realizada no dia 27 de junho, quando o Brasil bateu a Sérvia por 2 a 0 na última partida da fase de grupos. Batizado de 0006 em referência a um possível hexacampeonato da seleção brasileira na Rússia, um voo da empresa saiu de Fortaleza com destino a São Paulo, e os passageiros puderam assistir à partida dentro do avião.

Depois, quando chegaram ao aeroporto de Congonhas, os clientes foram recepcionados pela GOLFest. Organizada no hangar da companhia aérea, a festa contou com um show do DJ Ronald Domingues, filho do ex-jogador Ronaldo, além do grupo Cordel do Fogo Encantado e do ídolo sertanejo Luan Santana. O evento ainda teve a participação de Gabriel Lucas, que é sósia de Neymar Jr. e tem contrato com a empresa, e diversos convidados famosos, como atores, atrizes, modelos e ex-atletas.

Agora, com o final da Copa, a ideia da GOL é manter o esporte como um de seus focos. Além de patrocinadora e transportadora da seleção brasileira de futebol, a empresa também atua no transporte do vôlei brasileiro e do canoísta paralímpico Fernando Fernandes. No ano que vem, os olhos estarão novamente voltados para o futebol, com a disputa da Copa América em solo brasileiro e o Mundial de futebol feminino, que será realizado na França.

Foto: Divulgação / GOL


Notícia GOL companhia aérea patrocínio transporte Copa do Mundo seleção brasileira ações ativações estratégia gestão