A briga entre Globo e Flamengo parece que não terá fim. Em nota oficial, a emissora acusou o clube de fazer uma "ilação sem fundamento" ao rebater o apresentador Fausto Silva, o Faustão, que criticou a posição da diretoria flamenguista no tratamento dado às famílias das vítimas do incêndio que matou dez jogadores das categorias de base rubro-negra, há um ano.

ENTENDA O CASO:
Flamengo ataca Globo em resposta a críticas de Faustão
EXCLUSIVO: Flamengo quer R$ 81 milhões da Globo
Verba do pay-per-view trava Flamengo no Estadual
Análise: Entrave pode pôr "pá de cal" no Cariocão
Após reunião, Flamengo vai à Justiça contra a Globo
Um ano de incêndio aumenta crise de imagem no Flamengo
Análise: Flamengo perdeu empatia em tragédia

A nota da Globo foi divulgada há pouco, um dia depois de o Flamengo atacar Faustão e sugerir que o apresentador criticava a diretoria por interesses comerciais não atendidos da emissora, dando a entender que o fracasso nas negociações pelos direitos de transmissão do Campeonato Carioca estivessem por trás das críticas feitas pelo apresentador em seu último programa dominical.

Foto: Reprodução / TV Globo

No último domingo (9), em seu programa na Globo, Faustão fez duras críticas ao comportamento do clube de não se preocupar com as famílias: "É inadmissível, indecente o comportamento dos diretores do Flamengo no caso do incêndio. O problema não é dinheiro, até porque dinheiro algum vai trazer as vidas de volta. O problema é principalmente de caráter, de ter a sensibilidade, um tanto de humanismo. Como é que esses dirigentes conseguem chegar em casa e olhar os filhos, e olhar os netos, sem nenhum respeito a quem perdeu as crianças", indagou o apresentador.

Em nota na noite de segunda-feira (10), o Flamengo disse que Faustão ignorava toda a atenção dada pela diretoria do clube aos familiares. Além disso, relacionou as críticas ao fracasso do acordo pelos direitos.

"Todos estes pontos (de auxílio às famílias) poderiam ser facilmente levantados pela equipe de produção da Rede Globo de Televisão antes das acusações. Como isto não foi feito, infelizmente nos leva a crer que tamanha agressividade tem como pano de fundo interesses comerciais não atendidos e que se sobrepõem ao trabalho de informar corretamente aos telespectadores", afirmou o clube, na nota.

Nesta terça-feira (11), a Globo divulgou o comunicado acusando o clube de fazer uma "ilação sem cabimento". Confira abaixo a íntegra da emissora:

"A ilação sugerida pelo Flamengo não tem cabimento. Chega a ser ofensiva. O marco de um ano desde o trágico acontecimento mais do que justifica a recente cobertura, que vem sendo feita por todos os veículos de imprensa. Ao longo de todo 2019, a Globo exibiu partidas do Flamengo em todas as competições que o clube disputou, com uma cobertura à altura da excelente campanha esportiva do clube. E nem por isso deixou de registrar cada nova notícia sobre a tragédia do Ninho do Urubu. Sempre com a isenção, a correção e o respeito que um acontecimento tão trágico exige de quem faz bom jornalismo. 

Como aconteceu no caso de tantas outras tragédias e acontecimentos marcantes, o incêndio no Ninho do Urubu recebeu atenção total da equipe da Globo – assim como dos demais veículos. No dia 8 de fevereiro de 2019, a Globo alterou sua programação e não exibiu os programas 'Mais Você', 'Bem Estar' e 'Encontro com Fátima Bernardes'. Durante os últimos 12 meses, acompanhou todos os desdobramentos do caso, sempre ouvindo as partes envolvidas. Foram inúmeras entrevistas e dezenas de matérias sobre o assunto ao longo do ano, exibidas nos telejornais e programas da Globo. Todas estão disponíveis no Globoplay. A Globo não mistura jornalismo e negócios. Nosso compromisso é com a divulgação isenta das informações do interesse do público."


Notícia Mídia Gestão Globo Flamengo