À espera de um comprador há mais de um ano, o Fox Sports deverá se fundir com a ESPN e acabar. O processo de fusão entre as duas operações foi comunicado na tarde da última quarta-feira para a equipe do Fox Sports no Rio de Janeiro, segundo noticiou o site "Observatório da Televisão".

Eduardo Zebini, presidente do Fox Sports, reuniu a equipe no Rio de Janeiro para anunciar que a fusão entre os dois canais parece ser um caminho sem volta. Na última quarta-feira, a Disney comunicou ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que não conseguiu encontrar um comprador para o Fox Sports. Assim, para a fusão entre Disney e Fox ser aprovada, a operação simultânea dos dois canais de esporte no Brasil precisa ser revista. Agora, o conselho do Cade precisa se reunir para definir como se dará a fusão. Isso só deve ocorrer, porém, no começo do próximo ano.

Conforme havia sido determinado pelo órgão, a venda do Fox Sports deveria ser feita integralmente, com todos os profissionais que trabalham no canal e, também, com os direitos de transmissão que já existiam. Como não houve uma empresa interessada em comprar o FS nesse formato, o Cade agora entende que precisa haver a fusão das operações.

A tendência, com a fusão, é de que a ESPN assuma a liderança das operações. A emissora passou por uma profunda reformulação, com a saída da antiga diretoria. Atualmente, o canal deixou de ter um CEO e é liderado por Carlos Maluf, que tem o cargo de head de esportes do Grupo Disney.


Notícia Mídia Gestão Fox Sports ESPN Disney