Como noticiado pela Máquina do Esporte, um seminário realizado nesta terça-feira (30) pela FPF Academia, braço acadêmico da Federação Paulista de Futebol (FPF), discutiu a regulamentação das apostas esportivas no país.

Aberto por Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da entidade, o seminário reuniu advogados, gestores, jornalistas e profissionais dos clubes paulistas, além de lançar oficialmente a nova Cartilha de Integridade.

Foto: Rodrigo Corsi / FPF

"As apostas são uma realidade dentro e fora do país, e atualmente não há controle. Por isso, a lei que trata deste tema precisa de regulamentação. Precisamos aprender com os exemplos de outros países, sempre priorizando a integridade das competições", afirmou o mandatário.

Também nesta terça-feira (30), o governo federal iniciou consulta pública para regulamentar o funcionamento das casas de apostas no Brasil. A consulta vai até 31 de agosto e está aberta para clubes, casas de apostas, entidades e torcedores. Segundo o governo, apostadores brasileiros movimentaram R$ 4 bilhões em sites estrangeiros no ano passado.

"O objetivo é regulamentar as apostas, garantir a segurança para o apostador, trazer para a legalidade, sempre com integridade na modalidade. A consulta pública foi lançada, o governo tem dois anos para regulamentar, mas reuniremos esforços para que a regulamentação aconteça até o fim do ano", revelou Alexandre Manoel Angelo da Silva, secretário nacional de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia.

Batizado de "Apostas Esportivas, Sorteios Filantrópicos e de Promoção Comercial", o seminário teve como um dos pontos centrais a discussão de como o futebol não pode correr o risco de ver as apostas abrirem espaço para a manipulação de resultados no esporte.


Notícia Federação Paulista de Futebol FPF seminário apostas futebol manipulação resultados mercado