Não, o título acima não está errado. O destino do Fox Sports no Brasil e no México pode ser voltar para o controle acionário do grupo Fox americano. A informação, publicada pelo "Notícias da TV", foi confirmada pela reportagem da Máquina do Esporte com fontes do mercado de televisão.

Por trás dessa decisão estão diversos acontecimentos que levariam a família Murdoch a voltar a ter o controle sobre o canal, vendido à Disney no ano passado.

Foto: Reprodução

A primeira delas envolve a saída de um executivo da operação. O mexicano Carlos Martinez, que era presidente da Fox na América Latina e foi designado para cuidar da fusão entre ESPN e Fox Sports, acabou sendo tirado do comando da empresa tão logo a Disney decidiu dar à Argentina maior controle sobre a operação dos canais de esporte em toda a América Latina. Conhecido pelo estilo agressivo no mercado, Martinez não digeriu bem a perda de poder dentro da nova empresa.

O segundo motivo foram decisões tomadas pela Justiça que limitaram a atuação da Fox Sports e da ESPN após a fusão. No Brasil e no México, a Disney está obrigada a vender os canais recém-adquiridos. Até agora, não apareceram compradores interessados nos dois mercados, que são os maiores da América Latina. A Fox, assim, estaria articulando uma volta para o controle das empresas, formando um canal de esportes Pan-Regional, com atuação também nos EUA, onde a família Murdoch manteve as operações da Fox News e do Fox Sports após a venda à Disney.

Pela decisão tomada pelo Cade no Brasil, a Disney tem de vender a Fox Sports até dezembro de 2020 com todos os ativos (direitos de transmissão e profissionais que trabalham na emissora). Se isso não ocorrer, o canal poderá ser fechado.


Notícia Fox Fox Sports Brasil México mercado mídia Rupert Murdoch Disney ESPN estratégia marketing esportivo