O Fortaleza anunciou, nesta terça-feira (29), o lançamento de uma linha de camisa oficial a preço de custo. O projeto, por um lado, atende a um desejo do torcedor de ter acesso mais barato ao produto oficial de jogo e, por outro, tenta brecar o mercado de falsificação de uniformes, que consome boa parte da receita.

O clube divulgou que, a partir do próximo sábado (2), no jogo contra o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro, vendedores ambulantes da Arena Castelão venderão a camisa réplica da oficial utilizada pelo time a R$ 59,90. Além disso, sócios-torcedores terão 10% de desconto no produto, e os torcedores que apresentarem uma camisa pirata na loja do clube no Castelão terão R$ 10 de desconto ao comprar a oficial.

Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza

A medida é a mais contundente já adotada por um clube de futebol no Brasil para frear a pirataria dos uniformes. Inicialmente, o Fortaleza terá 4.500 camisas à venda neste lote especial. A ação visa, com isso, atender aos vendedores que atuam nos arredores dos estádios cearenses. O clube tem feito cadastro desses ambulantes e permitirá a eles a revenda da camisa a preço de fábrica. Só para se ter uma ideia da diferença de valor, o uniforme oficial custa hoje, nas lojas, R$ 225.

LEIA MAIS: Análise: Fortaleza "fecha" com ambulantes contra pirataria

A única loja que venderá a camisa ao preço de fábrica é o estabelecimento próprio do Fortaleza, que fica na esplanada da Arena Castelão. Mesmo assim, o valor arrecadado com as camisas nessa loja custeará as obras do novo CT do clube.

"O Fortaleza é um clube de muita torcida popular, e essa era uma demanda que já havíamos estipulado no nosso plano estratégico no começo do ano, ao lado dos departamentos de planejamento e marketing. Trata-se de uma parcela enorme de fãs que desejam ter uma camisa oficial do clube. É o pouco de muitos. Esperamos alcançar o resultado projetado lá no início e, caso isso ocorra, em 2020 produziremos novas unidades dessas camisas", afirmou o presidente Marcelo Paz, em nota.

Para o ano que vem, a ideia é alcançar o interior do estado do Ceará durante o Campeonato Estadual. Para fazer a camisa mais barata, o Fortaleza contou com a ajuda dos próprios patrocinadores do time, que arcaram com o pagamento de uma cota para financiar toda a operação, já que a confecção do clube é própria.

Para reduzir o custo da camisa, o novo modelo tem desenho idêntico ao oficial, mas acabamentos mais simples. O escudo do Fortaleza, por exemplo, é impresso diretamente na camisa, e não bordado, como no uniforme mais caro. Para assegurar a autenticidade do produto, haverá um selo identificando a camisa popular.


Notícia Fortaleza camisa marca própria ambulantes preço de custo preço de fábrica estratégia gestão marketing pirataria