O assunto é antigo. Em maio de 2018, o circo da Fórmula 1 começou a ter um burburinho de que a Liberty Media, atual dona da categoria, queria uma segunda prova nos EUA, além da que já faz parte do calendário, em Austin, no Texas. Desde então, foram iniciadas negociações para levar a corrida para a Flórida, mais precisamente para a cidade de Miami.

LEIA MAIS: Fórmula 1 tem planos para GP de Miami e pode ter duas provas nos EUA

Em abril deste ano, com problemas de logística para realizar uma prova de ruda na cidade, a F1 começou a cogitar usar uma ideia do tênis: fazer o evento utilizando o principal estádio da cidade, o Hard Rock Stadium, que é a casa do Miami Dolphins, da NFL, e serve de palco para o Miami Open, da série Masters 1000 da ATP.

LEIA MAIS: F1 quer seguir tênis e usar estádio da NFL para prova em Miami

É verdade que Vietnã e Holanda passaram na frente e garantiram suas "vagas" no calendário de 2020, mas, agora, ao que parece, Miami está prestes a anunciar que estará no calendário da categoria em 2021.

Foto: Reprodução / Site (f1mia.com)

A Liberty Media, o próprio Miami Dolphins e organizadores americanos da prova já bateram o martelo. O que falta é a autorização e a aprovação do próprio condado de Miami, que não deve ser problema, já que a cidade não arcará com nenhum custo. De acordo com o jornal Miami Herald, Stephen Ross, dono do Miami Dolphins e do Hard Rock Stadium, é quem cobrirá toda a parte financeira, incluindo uma pista personalizada de US$ 40 milhões.

"Estamos empolgados em anunciar que a Fórmula 1 e o Hard Rock Stadium chegaram a um acordo para sediar o primeiro Grande Prêmio de Fórmula 1 em Miami no Hard Rock Stadium. Com um impacto anual estimado em mais de US$ 400 milhões e 35 mil diárias de hotéis, a prova em Miami será um grande impulso econômico para o sul da Flórida todos os anos", revelaram Sean Bratches, diretor de operações comerciais da Fórmula 1, e Tom Garfinkel, vice-presidente e diretor executivo do Hard Rock Stadium, em uma declaração conjunta.

Segundo a publicação, a única questão que ainda impede a confirmação oficial são alguns moradores do entorno do estádio, que reclamam do barulho, da poluição e do trânsito que uma prova de F1 vai causar no local. Isso porque um trecho da pista seria montado na Northwest 199th Street, rua importante que seria temporariamente fechada para o tráfego.


Notícia Fórmula 1 F1 GP de Miami Hard Rock Stadium Miami Dolphins NFL tênis Masters 1000 Miami Open mercado marketing gestão