Foto: Andy Hone / LAT Images / Fotos Públicas

Agora é oficial. O Grande Prêmio da China de Fórmula 1, disputado em Xangai, está garantido no calendário da principal categoria do automobilismo mundial até 2020. A renovação com o circuito foi confirmada por Chase Carey, CEO da F1.

De acordo com a imprensa chinesa, o novo acordo foi bastante facilitado pelo fato da Liberty Media ter adquirido o controle da categoria no ano passado. O conglomerado de telecomunicações dos Estados Unidos tem interesse no mercado chinês e em seu crescimento econômico cada vez maior.

“Este país fantástico mostrou um grande interesse pelo nosso esporte, e acreditamos que exista um grande potencial ainda inexplorado. O acordo é realmente importante para nossa estratégia de desenvolvimento, especialmente naquela parte do mundo”, explicou Chase Carey.

O Grande Prêmio da China de Fórmula 1 está no calendário desde 2004 e sempre foi disputado no Circuito Internacional de Xangai. O primeiro a vencê-lo foi o brasileiro Rubens Barrichello, com a Ferrari. O maior vencedor é o inglês Lewis Hamilton, com cinco triunfos (dois com a McLaren e três com a Mercedes, sua atual equipe), incluindo a prova deste ano.

Há pouco mais de dez dias, a Fórmula 1 já havia anunciado outra renovação, com o Grande Prêmio de Cingapura, que consta no calendário desde 2008 e agora está garantido até 2021.


Notícia F1 Fórmula 1 Xangai China renovação Chase Carey calendário