A Globo terá o direito de transmissão do Flamengo para televisão aberta e fechada entre 2019 e 2024, mas isso não incluirá a exibição de jogos pela internet. A propriedade é mantida atualmente pela emissora, mas o clube resolveu excluir essa possibilidade do novo contrato, ficando livre para fechar com outra empresa.

A informação foi divulgada em entrevista do CEO do Flamengo, Fred Luz, ao diário Lance!, na quinta-feira. “Alguns ativos que antes eram propriedade da Globo estão desbloqueados nesse contrato, que são placas, direito de streaming, direitos de venda direta eventualmente e direito internacional. Mas isso é a partir de 2019. Temos agora três anos para aprender como se vende isso”, afirmou ao jornal.

O curioso é que Fred Luz também está por trás da Primeira Liga, que recentemente fechou um acordo de conteúdo com o Twitter. E a rede social é justamente quem esteve em evidência nesta semana com streaming no esporte: a empresa americana fechou com a NFL e exibirá partidas da competição na internet.

O contrato entre Globo e Flamengo já estava apalavrado, mas só pôde ser fechado nesta semana, após a aprovação do Conselho Deliberativo do clube. Segundo Luz, o contrato envolve o pagamento de R$ 120 milhões em luvas, que serão parceladas nos próximos anos.

Com o Flamengo, a Globo ganhou força na disputa contra a Esporte Interativo. Agora, a emissora tem garantido os clubes com as três maiores torcidas do país; Corinthians e São Paulo também fecharam com a empresa. 


Notícia Flamengo Flamengo Globo Streaming Direito de Transmissão Esporte Interativo