Desde que o contrato com a Olympikus entrou em vigor, há cerca de um mês, o Flamengo vendeu mais de 415 mil camisas, gerando uma receita de R$ 3,5 milhões em royalties, segundo informa a coluna Painel F.C., da ?Folha de S.Paulo?, nesta sexta-feira. A previsão é de que o clube supere a venda anual do segundo time no ranking de camisas comercializadas quando completar três meses de parceria com a fornecedora brasileira. Em recente entrevista à Máquina do Esporte, Márcio Callage, gerente de marketing da Olympikus, disse que a meta do primeiro mês foi batida ainda na fase de pré-venda, quando os torcedores adquiriram 205 mil peças em três semanas. ?A gente uniu o poder da torcida do Flamengo com a capacidade da Olympikus de distribuir, coisas que os nossos concorrentes não conseguiram. A gente tem aí dez mil pontos-de-venda no Brasil inteiro, a gente sabe que a torcida do Flamengo não está só no Rio de Janeiro. Nós tínhamos esse compromisso, que foi parte importante da negociação, de dar acesso aos produtos do Flamengo em todo o país?, disse o executivo.


Notícia Flamengo Marketing