Após longa espera, o conselho deliberativo do Flamengo aprovou na última quarta-feira o contrato de patrocínio do clube rubro-negro com a distribuidora de combustíveis ALE. Curiosamente, o acerto com a equipe carioca reforçou um posicionamento da marca em busca de mercados espalhados pelo país. Antes do Flamengo, por exemplo, a ALE já patrocinava uma equipe de rali. O time formado por Tiago Fantozzi (moto) e Márcio Oliveira (quadriciclo) disputa competições nacionais como o Rali dos Sertões e representa o Nordeste. No caso do novo contrato, a abrangência da marca do Flamengo teve papel determinante. ?Aumentaremos ainda mais a visibilidade da ALE junto ao grande público de todo o país?, disse Marcelo Alecrim, presidente da empresa, lembrando que o clube possui 33 milhões de adeptos e que 80% desse público não está no Rio de Janeiro. A ALE vai desembolsar R$ 3,5 milhões para patrocinar o Flamengo por três meses. A estreia da marca, que vai aparecer no peito e nas costas da camisa rubro-negra, está agendada para o jogo contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, no dia 3 de outubro. Até lá, a equipe da Gávea seguirá estampando a Olympikus nesse espaço.


Notícia Marketing