A final única da Copa Libertadores no próximo dia 23 tem gerado certa reclamação de torcedores que protestam contra a quebra da tradição sul-americana de fazer dois jogos para decidir o campeão continental. Mas, a julgar pela movimentação do mercado, o jogo único tem servido para promover uma série de atividades raramente vistas em eventos na América do Sul.

Chamada para torcedor comparecer ao FlaFest, em Brasília (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias, as cidades de Rio de Janeiro, Brasília e Lima confirmaram que vão criar eventos para receber torcedores que desejam torcer para Flamengo e River Plate na decisão continental. Os estádios do Maracanã e Mané Garrincha, nas duas cidades brasileiras, receberão cada um cerca de 50 mil torcedores flamenguistas para torcer pelo bicampenato sul-americano do time comandado por Jorge Jesus. Já a cidade de Lima, no Peru, decidiu criar o Fan Fest para abrigar os torcedores de River e Flamengo que eventualmente estiverem sem ingresso.

"As reservas para as datas nos dias antes da partida aumentaram em três mil por cento", disse Carlos Canales, presidente da Câmara Nacional de Turismo do Peru.

Segundo o executivo, a expectativa do governo peruano é de que mais de 30 mil turistas desembarquem na cidade de Lima em cerca de dez dias. Para capitalizar em cima da inesperada final no país, até mesmo a ativação da "Casa Peru", centro de exaltação da cultura peruana que já foi montado no Rio 2016, seja criado.

No Brasil, as duas "casas" de jogos do Flamengo também farão ação especial para receber o torcedor no dia da final. Nos dois casos, a ideia é unir futebol com show de música e, assim, criar um evento que comece no início da tarde e consiga se estender durante a noite, no embalo de um possível título do time rubro-negro.

O Maracanã terá abertura dos portões às 14h, três horas antes do início da partida em Lima. O evento será patrocinado pela cerveja Amstel, que é patrocinadora da Libertadores. Para aquecer a torcida, shows com Ludmilla, Buchecha, DJ Marlboro e Ivo Meirelles estão previsto para acontecerem até o pontapé inicial. Os ingressos para o evento variam de R$ 30 a R$ 300 e estão à venda para o público.

Em Brasília, o sambista flamenguista Diogo Nogueira comandará o festival. O FlaFest, como está sendo chamado, também tem início às 14h e causou até mesmo a troca de data de um outro evento que estava previsto no estádio para poder abrigar o torcedor flamenguista. A ativação será similar à do Maracanã, com transmissão da partida em telões e show para entreter o público até o início do jogo.


Notícia Marketing Flamengo Copa Libertadores Patrocínio FanFest