Os primeiros dias de transmissão da Copa do Mundo de Futebol Feminino, que acontece na França, animaram tanto a Fifa que a entidade que organiza o torneio prevê que 1 bilhão de pessoas acompanharão a competição.

O número foi divulgado após as estreias das principais seleções baterem recordes de audiência em seus países. Anfitriã, a França fez seu primeiro jogo na noite de sexta-feira (7). A vitória por 4 x 0 sobre a Coreia do Sul representou a maior audiência da história do futebol feminino no país. Foram em média 9,83 milhões de espectadores ligados no canal aberto TV1, e outros 826 mil no Canal+, na TV paga. Até então, a maior audiência do futebol feminino era de 4,12 milhões de pessoas. 

O número chegou próximo ao que foi obtido no ano passado no jogo de estreia da França na Copa do Mundo masculina, que alcançou 12,6 milhões de pessoas.

No Brasil, a vitória sobre a Jamaica alcançou média de 20 pontos na Globo no Rio de Janeiro, dobrando a audiência nessa faixa horária. Em São Paulo, o índice chegou a 19 pontos. Na Band, os números foram modestos, com média de 2 pontos. Isso representa cerca de 7 milhões de pessoas apenas nessas duas regiões. O alcance, porém, deve ser ainda maior, já que a partida foi exibida para todo o país.

Foto: Reprodução / BBC Sport

Na Inglaterra a audiência também foi alta. A vitória das inglesas sobre a Escócia, no domingo (9), foi acompanhada por 6,1 milhões de pessoas na BBC, com 37,8% das TVs ligadas no jogo, que foi o mais visto da história do futebol feminino no país, superando o Inglaterra x Holanda pela semifinal da Euro em 2017.

O número alcançado pela BBC foi tão grande que superou até mesmo a audiência televisiva da final da Champions League, disputada no último dia 1° de junho entre dois times ingleses. O duelo entre Liverpool x Tottenham, que só foi exibido na TV fechada, atraiu 5,5 milhões de pessoas (outros 4,8 milhões viram pelo YouTube). 

LEIA MAIS: Análise: Nível técnico muda futebol feminino

Outro país que deve contribuir para turbinar a audiência dos jogos é o Estados Unidos. Um dos favoritos ao título faz sua estreia nesta terça-feira (11). Mas, nos dois primeiros dias do torneio, o público mostrou que está querendo ver a competição.

A audiência da Fox, comparada ao Mundial de 2015, aumentou 11%. O torneio daquele ano foi disputado no Canadá, país vizinho aos EUA, com fuso horário favorável para o torcedor acompanhar as partidas. Já se forem comparadas as audiências obtidas na Copa de 2011 e a de agora, o aumento é de parrudos 79%.
Agora, a meta da Fifa é fazer a Copa do Mundo de 2019 chegar a 1 bilhão de pessoas.


Notícia Copa do Mundo futebol feminino audiência mídia recorde mulheres mercado