Ferj exigiu pouco de Fluminense e Vasco (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Após as confusões de domingo para a disputa da final da Taça Guanabara, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) resolveu se manifestar sobre o assunto. Sem decisões mais enérgicas, a entidade determinou apenas que haja um acerto entre os clubes pelo Maracanã.

Segundo a Ferj, as partidas entre Vasco e Fluminense, independentemente do mandante, só poderão ocorrer no Maracanã caso “haja acordo expresso entre os clubes acerca da ocupação do setor sul ou decisão judicial desportiva sobre o caso”.

Caso o adversário do Fluminense não seja o Vasco, o clube das Laranjeiras deverá ficar com o Setor Sul do estádio carioca, mesmo se o time foi visitante na partida.

Segundo a Ferj, as decisões divulgadas nesta segunda-feira (18) são válidas até o fim deste ano, em dezembro de 2019. O documento é assinado pelo presidente da federação, Rubens Lopes da Costa Filho.

No documento, a Ferj condenou os eventos de domingo e as decisões das partes envolvidas. Segundo a entidade, a confusão ocorreu pelo caso ter sido “colocado abaixo de posições pessoais equivocadas e intransigentes que resultaram na necessidade de utilização de força policial para tentar conter a multidão presente no entorno do Maracanã, situação possivelmente evitável não fosse a impermeabilidade de poucos”.

Além disso, a Ferj afirmou que a busca pelo Setor Sul do Maracanã “ultrapassou os limites do bom senso” e “desrespeitou milhares de torcedores”. A confusão de domingo “atingiu e maculou o Campeonato Carioca”.

No último fim de semana, com a disputa pelo Setor Sul em aberta, a Justiça do Rio de Janeiro determinou portões fechados para a final da Taça Guanabara. Após uma sucessão de decisões contraditórias sobre a medida, houve confusão entre torcedores e policiais na parte de fora do Maracanã.


Notícia Fluminense Vasco Campeonato Carioca Ferj