A proposta feita pelo Flamengo à Globo para a cessão dos direitos de transmissão do Campeonato Carioca é de R$ 81 milhões. O valor foi alcançado a partir de um levantamento da Máquina do Esporte com os valores divulgados pelo Flamengo em sua proposta orçamentária para 2020 e confirmado por fontes que têm tido acesso à negociação dos dois lados.

LEIA MAIS: Análise: Flamengo detonou pino que faltava no Estadual

A proposta feita pela diretoria flamenguista assustou a emissora, que atualmente paga R$ 18 milhões a cada um dos outros clubes de maior torcida do estado do Rio e, até o ano passado, pagou isso ao Flamengo. A Globo não aceitou elevar o valor oferecido ao clube, que pediu uma contraproposta e não foi atendido. Desde o início do Campeonato Carioca, os jogos do time rubro-negro não estão sendo transmitidos.

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

O Campeonato Brasileiro foi usado pelo Flamengo como base para chegar ao valor de R$ 81 milhões pelo Carioca. No Nacional, o clube recebeu, da emissora, R$ 15,4 milhões por mês de mínimo garantido do pay-per-view. Além disso, faturou de forma fixa R$ 11,6 milhões mensalmente da TV aberta e da TV paga. Isso dá uma média mensal de R$ 27 milhões fixos por mês pelo Brasileirão.

Para o Estadual do Rio, o clube partiu do cálculo de R$ 108 milhões, que equivaleriam a quatro meses de disputa, e aplicou um fator redutor pela queda do nível de importância do torneio, que torna menor também a audiência da televisão. Assim, o clube aplicou uma redução de 25% de desconto naquele que seria o "valor cheio" do mínimo garantido que a Globo tem dado para o Brasileirão.

LEIA MAIS: Mauricio Portela deixa diretoria de marketing do Flamengo

O valor de R$ 81 milhões é quase 70% de tudo o que a emissora paga atualmente pelo Estadual. A Globo queria manter os valores acordados em 2016 (R$ 120 milhões pelo torneio), quando assinou até 2024 com os clubes. O Flamengo foi o único que só aceitou por três anos o novo contrato, daí a renegociação com o atual campeão nacional e continental.

LEIA MAIS: Flamengo terá joint venture "turbinada" para time de e-Sports

O principal argumento usado pelo Flamengo é a receita do PPV. O clube quer que a Globo repasse o que ganha com os pacotes por assinatura. Só de mínimo garantido pelo torneio, seriam R$ 60 milhões pelos quatro meses. A emissora, por sua vez, argumenta que não pode causar um desequilíbrio financeiro na distribuição de verbas da competição e, por isso, não quer pagar muito mais ao Flamengo.

LEIA MAIS: Verba do pay-per-view trava Flamengo no Estadual

Apesar de não chegarem a um acordo nos direitos do Carioca, Flamengo e Globo seguem juntos no Brasileirão. O clube foi um dos primeiros a assinar com a emissora, ainda em 2016, pelo período de 2019 a 2024.


Notícia Flamengo Globo Campeonato Carioca Estadual mídia transmissão mercado pay-per-view estratégia finanças