Quem não se lembra dos clubes mexicanos disputando a Copa Libertadores e, muitas vezes, dando trabalho a brasileiros e argentinos? Pois os times do país poderão voltar à competição, que ainda poderá ter a estreia de clubes americanos e canadenses em um futuro próximo.

De acordo com veículos como ESPN e Globo, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) está discutindo a possibilidade nos bastidores com a Major League Soccer (MLS), que tem times dos EUA e do Canadá, e a Liga Mexicana (Liga MX). Há a chance de que os clubes dos três países da América do Norte entrem na principal competição sul-americana em 2020.

Internacional bateu o Chivas Guadalajara na final da Libertadores em 2010. Foto: Reprodução

Se a discussão avançar e tiver um resultado positivo, seria a estreia de americanos e canadenses no torneio. Os mexicanos, por sua vez, chegaram a disputar a Libertadores por um longo período, entre 1998 e 2016. O Cruz Azul (2001), o Chivas Guadalajara (2010) e o Tigres (2015) disputaram, inclusive, a final da competição, sagrando-se vice-campeões.

Uma das principais dúvidas caso o acordo seja concretizado será qual o formato da Libertadores em 2020. Para que equipes de três novos países possam entrar, provavelmente os representantes da Conmebol teriam que perder vagas, o que deixaria os sul-americanos com menos vagas do que existem atualmente.

Outra possibilidade seria expandir o número de times e tornar o torneio ainda mais inchado, ou até aumentar apenas a fase pré-Libertadores, com um número maior de confrontos antes que os 32 da fase de grupos sejam definidos.

A edição 2018 da competição está nas semifinais e terá dois clássicos entre brasileiros e argentinos para definir quem chegará à final. De um lado enfrentam-se Palmeiras x Boca Juniors, enquanto de outro o duelo é entre Grêmio x River Plate.


Notícia Libertadores Conmebol MLS Liga MX mercado bastidores marketing