Uma das notícias que mais mexeu com o mercado do marketing esportivo no ano passado foi a decisão da Nike de colocar a marca da Jordan no uniforme do Paris Saint-Germain nos jogos da equipe francesa na Champions League. O sucesso da iniciativa foi tão grande que a Jordan passou a olhar o futebol com outros olhos e, agora, dará mais um passo para entrar de vez no esporte mais praticado no mundo.

Criada para o astro do basquete Michael Jordan em 1984, a marca ganhou força principalmente na NBA nos últimos 35 anos, com alguns contratos também fechados na MLB. O sucesso com o PSG abriu espaço para que o pensamento da empresa se voltasse para o futebol. De acordo com o jornal britânico The Telegraph, a Jordan está prestes a lançar chuteiras em mais um passo da nova estratégia.

Foto: Reprodução / Twitter (@sterling7)

A publicação ainda garante que o primeiro nome da lista da marca para usar as novas chuteiras é Raheem Sterling, uma das estrelas do Manchester City, atual bicampeão da Premier League, e também da seleção inglesa. O atacante de 24 anos está em seu último ano de contrato com a Nike e migraria para a Jordan em um contrato especulado pelo The Telegraph em £ 100 milhões.  

Ainda de acordo com o jornal, o acordo seria um dos mais lucrativos da história entre um jogador de futebol e uma marca de chuteiras, dependendo da duração do contrato.

Eleito jogador do ano na temporada passada da Premier League pela Associação de Jornalistas de Futebol (FWA) inglesa, Sterling vem ganhando força no mercado. Nos últimos tempos, atraiu marcas como Gillette e H&M, e ganhou atenção também fora de campo após fazer uma doação substancial a pessoas afetadas por um incêndio e participar de campanhas pela conscientização sobre o câncer no sangue.

O jogador também chamou atenção ao revelar que sofreu preconceito racial de torcedores do Chelsea em dezembro do ano passado, levando a Nike a lançar uma campanha individual em torno dele, semelhante à que envolveu o quarterback da NFL Colin Kaepernick.


Notícia Jordan Nike Sterling Manchester City chuteiras estratégia futebol marketing patrocínio mercado marca sucesso PSG