O Esporte Interativo divulgou, nesta terça-feira (24), que transmitirá uma série de programas ao vivo de maneira virtual enquanto durar o período de quarentena imposto pela pandemia do novo coronavírus. A ideia é continuar a entreter os apaixonados por esporte mesmo em meio à paralisação quase total do esporte por todo o mundo.

Foto: Divulgação

Para começar, Alê Oliveira apresentará o "Quarentena do Alê", ao vivo no EI Plus, Facebook e no YouTube do Esporte Interativo, a partir da próxima sexta-feira (27), às 13h. O objetivo é fazer, virtualmente, "aquela tradicional resenha do #sextou" com uma personalidade do futebol brasileiro por semana, cada um em suas respectivas casas. O bate-papo também estará disponível no IGTV, do Instagram.

Já a ideia do "Vai Ter Jogo" é mostrar que o esporte permanece acontecendo, mas do jeito que dá, ou seja, no videogame. O programa também será transmitido pelo EI Plus, Facebook e YouTube e promete unir os amantes da bola em uma disputa de e-Sports para "movimentar" o mundo do futebol virtual enquanto a bola não volta a rolar dentro dos campos reais.

O jornalista Mauro Beting é outro que será bastante utilizado pelo Esporte Interativo. Especialista em comentários futebolísticos, Mauro comandará duelos entre comentaristas e influenciadores no "1x1"uma live que também será transmitida no EI Plus, Facebook e no YouTube do Esporte Interativo. O jornalista e outros dois comentaristas debaterão e responderão questões dos fãs sobre esportes em geral. A estreia está marcada para a próxima quinta-feira (26), com o programa indo ao ar todas as terças e quintas-feiras.

Por último, o "Fora de Jogo" terá o elenco do canal entrevistando diariamente jogadores, treinadores, atletas e ex-boleiros do esporte brasileiro, ao vivo, no Instagram do Esporte Interativo.

Vale lembrar que outros canais esportivos do país também não estão parados. O Fox Sports também já vem usando programas virtuais, por exemplo. Já a ESPN, que fechou as portas de suas instalações físicas no país e a princípio ficaria apenas nas reprises, também começou a recorrer a videoconferências para voltar a ter programas de debate e jornalísticos durante a quarentena.


Notícia Coronavírus Covid-19 pandemia esporte gestão mídia programação virtual Esporte Interativo EI Plus