Na atitude mais radical tomada por qualquer empresa de TV no Brasil, a ESPN anunciou a suspensão temporária de sua programação ao vivo e determinou que todos os funcionários fiquem isolados em suas casas. Desde a noite de sexta-feira (20), a emissora decidiu paralisar as atividades e colocar apenas reprises e programas especiais em sua programação.

Foto: Reprodução / ESPN

"Preocupada com o bem-estar de seus colaboradores, a ESPN Brasil decidiu dar um tempo em sua programação ao vivo para minimizar ao máximo os efeitos da situação. Vamos fazer a nossa parte. Fique em casa! A vida e a saúde estão em primeiro lugar. Não subestime a situação. Cuide-se, e cuide dos outros também. Obrigado pela compreensão", afirmou André Kfouri, apresentador do SportsCenter, ao comunicar na noite de sexta-feira (20) a alteração na grade de programação da emissora.

LEIA MAIS: Fox Sports passa a ter programas ao vivo 100% virtuais

A decisão tomada pelo Brasil ainda não foi seguida pela ESPN em outros países, mas a emissora vem, na sede nos Estados Unidos, reduzindo sensivelmente o número de funcionários que precisam trabalhar nos prédios em Bristol. Além disso, a programação conta com a reprise de jogos históricos para compensar a ausência de partidas ao vivo.

A ESPN Brasil ainda não deu um prazo para retomar as atividades diretamente dos estúdios. A mudança já começou a valer desde o último sábado (21).


Notícia Coronavírus Covid-19 pandemia mídia televisão programação gestão ESPN