A marca esportiva Kempa anunciou que passará a operar no Brasil. A empresa, patrocinadora de 12 seleções de handebol, terá como foco intensificar a atuação na América Latina.

Na estratégia da companhia, o Brasil aparece como potencial alto, graças ao apelo do handebol no país, pelo menos em número de praticantes.

Em nota enviada à imprensa, o CEO da Kempa no Brasil, César Alberto Ferreira, falou também em ampliar a modalidade no país. “Temos um potencial enorme de aumentar a prática deste esporte, pois ele é praticado no mesmo piso onde se joga futsal e vôlei, além de ser um esporte mais democrático por permitir o jogo entre colegas de uma mesma sala de aula ou amigos, independente do sexo”.

O executivo, antigo presidente do Grupo Cambuci, é dono da First Sports, empresa especializada em importação. A companhia é responsável também pela licença da Spalding no Brasil.

Internacionalmente, a Kempa pertence ao Grupo Uhlsport. Ela foi criada exclusivamente para atender ao handebol; o nome da marca veio do jogador inglês Bernhard Kempa. Hoje, ela é fornecedora de algumas das seleções mais fortes do mundo, como Alemanha, Rússia e Suécia. 


Notícia Kempa Handebol