Em sua sétima edição, o Rio Open começa a reforçar cada vez mais o conceito de transformação do complexo montado no Jockey Club Brasileiro em uma plataforma para entretenimento do torcedor que vai assistir aos jogos.

A edição 2020 do torneio terá cerca de 40 parceiros comerciais. E a grande novidade é o entendimento, por parte dos patrocinadores, de que a paixão pelo tênis precisa ser o motivo para atrair os torcedores para seus estandes de relacionamento.

LEIA MAIS: Análise: Rio Open e o lado bom da insistência

O Leblon Boulevard, uma espécie de "cartão de visitas" do Rio Open para o torcedor que chega ao complexo de quadras, terá neste ano diversas ações para que o fã faça pequenas atividades relacionadas ao tênis. As ações vão desde uma experiência de realidade virtual com o tênis de mesa, oferecida pela Claro, até a chance de ganhar um par de ingressos para Roland Garros, em ação da ENGIE.

Foto: Divulgação / Rio Open

"Passamos esse tempo construindo nossa história, nossa marca. O ano de 2019 foi de transformação e consolidação do Rio Open. E vimos que ele de fato virou um evento de entretenimento. A última pesquisa com o público mostrou que 85% das pessoas que vieram ao Rio Open passaram por todas as áreas dele. Entraremos agora em um novo ciclo", afirmou Marcia Casz, diretora geral do torneio.

Para a edição de 2020, os patrocinadores têm procurado relacionar mais as ações com o tênis. A Peugeot, por exemplo, criou uma cama elástica em formato de raquete de tênis. A ideia é que o torcedor se divirta e também possa compartilhar as imagens nas redes sociais. Outras ações envolvem a prática de alguns lances de jogo. A Granado, por exemplo, montou um espaço em que o torcedor precisa acertar a bolinha no alvo, usando a raquete, enquanto bonecos se movem.

As brincadeiras com o público ajudam as marcas a interagirem mais com o torcedor, mas ao mesmo tempo também ajudam a construir a imagem de plataforma de entretenimento que o Rio Open tanto deseja reforçar com o público.

"A primeira coisa que as pessoas falam quando chegam aqui é que o lugar é impressionante. Elas entram no Boulevard e falam isso", complementou Marcia Casz.

A partir desta segunda-feira (17), com a abertura da chave principal, a expectativa é de que cerca de 50 mil torcedores estejam nas áreas do complexo do Rio Open. Três brasileiros estão na chave principal: Thiago Monteiro, Felipe Meligeni e Thiago Wild.


Notícia Rio Open Leblon Boulevard tênis marketing ações ativações marcas patrocinadores estratégia entretenimento interação