Em outubro do ano passado, a Máquina do Esporte revelou que o Barcelona queria se tornar a primeira equipe europeia de futebol a jogar a liga de futebol feminino dos EUA (NWSL). De lá para cá, as negociações continuaram, mas agora chegaram a um ponto em que esbarram em apenas um "detalhe": a Nike.

A história é a seguinte: o acordo existente entre Barcelona e Nike é o mais valioso do mundo do futebol atualmente e está avaliado em US$ 174 milhões por ano até 2023. A parceria inclui tanto o time masculino como o feminino do Barça.

A questão é que a NWSL (diferentemente da MLS, a liga masculina, que possui acordo com a Adidas) tem sua própria parceria com a Nike, mas a parceria só vai até o final deste ano. Depois disso, a liga estaria livre para fechar patrocínio com um novo fornecedor técnico. Nos EUA, cada liga possui acordo com uma marca e, dessa forma, todas as equipes participantes precisam necessariamente vesti-la.

Caso a NWSL feche com qualquer outra marca, o Barcelona não teria como participar por ter o acordo milionário com a Nike. A informação foi confirmada por Xavier O'Callaghan, diretor do escritório do Barcelona nos EUA. O que o clube tenta é ter garantias de que poderá ser uma exceção e vestir Nike em um torneio que potencialmente será patrocinado por uma marca concorrente.

Foto: Reprodução / Twitter (@GemmaGiliGiner)

"Temos uma parceria de longo prazo com a Nike e temos que jogar com a Nike. Se a NWSL mudar para uma marca diferente, então temos um problema. Não queremos segmentar nossa marca. Somos muito protetores nas formas como nos apresentamos. Queremos usar nosso brasão, nossas cores e nossos patrocinadores. Caso contrário, isso diluirá a marca. Não está sendo fácil fazer nossa vontade se tornar real. Estamos pedindo isenção de patrocínio, mas isso não está nas nossas mãos", declarou O'Callaghan, em entrevista ao site SportBusiness.

Assim como no masculino, o Barcelona tem obtido ótimos resultados com o time feminino. A equipe terminou na segunda colocação no campeonato espanhol e está na final da Champions League contra o Lyon, da França. Além disso, em março, em uma partida diante do Atlético de Madrid, o time foi um dos protagonistas de um recorde histórico de público para o futebol feminino: 60.739 espectadores assistiram ao duelo no Estádio Wanda Metropolitano.

Atualmente, a NWSL (National Women's Soccer League) possui nove equipes participantes. A liga foi criada em 2012.


Notícia Barcelona futebol feminino liga feminina americana NWSL Nike patrocínio marketing marca mercado estratégia