A empresa brasileira especializada em gramados esportivos World Sports celebrou nesta segunda-feira (18) a realização do jogo entre Kansas City Chiefs e Los Angeles Chargers pela temporada regular da NFL. O motivo para a festa da empresa foi o fato de o jogo ter sido disputado no Estádio Azteca, no México, com grama que foi tratada pela empresa brasileira.

Em novembro do ano passado, o Azteca perdeu o direito de receber um jogo da NFL entre Kansas City Chiefs e Los Angeles Rams por conta da péssima condição do gramado. O duelo foi transferido para Los Angelesm na Califórnia, e, a partir de então, a World Sports tem prestado consultoria para o estádio mexicano, que nesta segunda-feira (18) voltou a ter uma partida do futebol americano.

Breno Rodrigo Couto e Renato Lauretti são sócios da World Sports (Foto: Divulgação)

"São estádios que empregam tecnologias de ponta e, para nós, foi um orgulho imenso ter sido escolhido para reformar o gramado de um dos principais estádios do mundo. É uma empresa brasileira atuando como consultora técnica do Azteca, com supervisão da construção, instalação e manutenção de seu novo campo de grama natural", comentou Breno Rodrigo Couto, um dos sócios-diretores da World Sports ao lado de Renato Lauretti e Roberto Gomide.

Presente há cinco anos nos estados da Califórnia, Flórida e Nevada, nos Estados Unidos, a empresa brasileira também esteve nos gramados de nove dos 12 estádios da Copa do Mundo realizada no Brasil, em 2014, e também nos Jogos Olímpicos de 2016. No total, a World Sports já tem mais de 20 anos de experiência na elaboração de projetos e construção de campos esportivos de grama natural e sintética no Brasil.

"Atender uma das principais ligas do mundo é mais uma concretização da expansão dos nossos objetivos como empresa. Temos tentado contribuir com o crescimento do mercado norte-americano como um todo. O Renato Lauretti, por exemplo, está há 16 anos no país. O Gomide, há cinco. O esporte nos Estados Unidos é de excelência, e a World Sports tem contribuído para esse impulso, com inovação e o que existe de melhor no mercado de grama, com material e mão de obra de qualidade", finalizou Breno.

Foto: Pedro Álvarez (Reprodução / Twitter (@EstadioAzteca))


Notícia NFL Estádio Azteca World Sports gramado gestão mercado marketing