A Caixa Econômica Federal já anunciou patrocínios a quatro times de futebol do Brasil. E segundo a cúpula da instituição financeira, conversou com pelo menos 20 equipes. No entanto, o banco ainda não fechou um orçamento para investimento na modalidade.

A ideia da Caixa é determinar em dezembro deste ano o montante que a empresa destinará ao futebol. Até lá, a ideia da instituição financeira é fechar com mais um ou dois times nacionais.

A aposta em times de futebol começou há três meses. Desde então, a Caixa já fechou com Avaí, Atlético-PR, Figueirense e Corinthians. A empresa também se aproximou de acordos com outros times, mas esbarrou em pendências tributárias – por ter origem estatal, a companhia não pode investir em entidades que tenham dívidas federais.

“Isso faz parte de um posicionamento do banco, que vai investir muito fortemente no esporte”, disse Clauir Santos, diretor de marketing da Caixa, em evento de apresentação do contrato com o Corinthians.

A despeito de o plano voltado a clubes ser recente, a Caixa tem história mais longeva no esporte. O banco pretende destinar R$ 200 milhões em modalidades olímpicas até 2016. Além disso, destina R$ 400 milhões por ano a espaços publicitários na mídia (TVs e jornais, principalmente).

“Já fechamos uma das cotas de anúncio da Copa do Mundo de 2014 em um canal de televisão. E devemos ter em 2013 um espaço no pay-per-view do Campeonato Brasileiro”, completou Santos.

O contrato do banco com o Corinthians, apresentado nesta terça-feira, renderá R$ 31 milhões ao clube até o fim de 2013 (R$ 1 milhão neste ano e 12 parcelas de R$ 2,5 milhões na próxima temporada). A Caixa será cotista máster do uniforme alvinegro.


Notícia Caixa Economica Federal Futebol Nacional Patrocínio Corinthians