A disputa entre EA Sports e Konami pelo mercado de games ligados ao futebol deve ter como protagonista nos próximos anos a América do Sul.

Durante o EA Play 2019, encontro promovido pela produtora do game Fifa, a declaração de que o continente é uma das prioridades para os próximos anos deixou esperançosos os fãs do futebol. A ideia da EA é trabalhar forte com os licenciamentos para o Fifa 2020, o game de futebol mais vendido do mundo.

A empresa possui tratativas em andamento com a Conmebol para que o jogo já inclua em sua versão 2020 a Copa Libertadores da América. Com a confirmação de que a Konami não chegou a um acordo para renovação do contrato de licenciamento da competição, a EA trabalha para que se acerte com a Conmebol o quanto antes, para repetir o que conseguiu com a Champions League, em que a Konami não firmou a renovação de contrato e a EA acertou exclusividade da competição.

Além disso, alguns clubes brasileiros entrarão no jogo a partir do ano que vem: Fortaleza, Goiás, Avaí e CSA estarão com seus escudos e uniformes oficiais presentes no Fifa 2020. É um alento para a franquia, que no passado desisitu de negociar individualmente com os clubes brasileiros e assim deixou de tê-los no jogo.

A inclusão dos times e o acordo com a Conmebol se transformariam no trunfo da EA Sports para tentar frear o avanço da Konami, que tem usado os times de massa para ganhar mais espaço dentro da franquia PES.

A empresa, aliás, fechou acordos de exclusividade com Flamengo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Vasco, os donos das cinco maiores torcidas do Brasil. Flamengo e Palmeiras terão inclusive as faces reais de seus jogadores, feitas a partir de um exclusivo escaneamento 3D.


Notícia Marketing Patrocínio EA Sports Konami