Após ser “desafiada” pela Comcast, uma das maiores operadoras de TV a cabo dos EUA, a Disney aumentou a proposta para comprar parte da 21st Century Fox. A nova oferta da empresa representada pelo Mickey chega a US$ 71,3 bilhões, superando os US$ 65 bilhões da Comcast na semana passada e em quase US$ 20 bilhões a primeira proposta da própria Disney, feita em dezembro, que havia sido de US$ 52,4 bilhões.

Foto: Reprodução

A nova oferta da Disney eleva o valor de cada ação para US$ 38 contra US$ 35 da proposta da Comcast. O pacote de ativos da 21st Century Fox em jogo inclui o estúdio Twentieth Century Fox, toda a rede de canais esportivos regionais da Fox e ainda 100% da plataforma de TV por assinatura Star na Índia, e 39% da Sky na Europa, entre outros ativos. O restante da 21st Century Fox, que se concentrará em notícias e esportes, será desmembrado em outra companhia chamada New Fox.

O dono da Fox, o milionário Rupert Murdoch, chegou a dar uma declaração confirmando que a oferta da Disney é superior à da Comcast. O próprio Murdoch afirmou que a parceria Fox/Disney “criará uma das maiores e mais inovadoras empresas do mundo”, o que dá a entender que o negócio está praticamente fechado.

De acordo com a CNBC, canal por assinatura da NBCUniversal, Murdoch se reuniu com o presidente e CEO da Disney, Robert Iger, na noite desta terça-feira (19), antes da divulgação da nova proposta da empresa simbolizada pelo Mickey.

“Estamos extremamente orgulhosos dos negócios que construímos na 21st Century Fox e acreditamos firmemente que essa combinação com a Disney vai desbloquear ainda mais valor para os acionistas, conforme a nova Disney continua definindo um ritmo dinâmico para a nossa indústria”, afirmou Murdoch, em um comunicado oficial.

Robert Iger é presidente e CEO da Disney.

Foto: Reprodução

“A combinação com as unidades da Fox permitiria à Disney criar conteúdo mais atraente, expandir suas ofertas diretas ao consumidor e presença internacional e oferecer experiências de entretenimento mais personalizadas e atraentes para atender à crescente demanda do consumidor em todo o mundo”, declarou Robert Iger, também em comunicado oficial.

Apesar das declarações dos dois mandatários, ainda não é oficial que a Disney efetuou a compra de fato. Do seu lado, a Comcast não divulgou nenhum comentário sobre a nova proposta da concorrente.

Caso decida continuar na “briga”, a Comcast deixará claro seu objetivo atual de se voltar para fusões. O objetivo é tentar bater de frente com o crescimento vertiginoso dos serviços de streaming, como Netflix e Amazon Prime Video, e anunciantes digitais, como Google e Facebook.


Notícia Fox Disney Comcast televisão compra proposta mercado mídia