A Decathlon ampliará seu portfólio de marcas esportivas: em breve, criará um segmento exclusivo para artes marciais. O objetivo da loja especializada em artigos esportivos é atender à demanda de modalidades de combate, categoria que tem crescido exponencialmente no Brasil e no mundo.

“Criaremos uma marca esportiva específica para modalidades de combate”, revela Dominique Thomás, CEO da Oxylane, detentora da Decathlon. Fundado em 1976, o grupo francês possui mais de 600 lojas no mundo.

No momento, as artes marciais são representadas por uma marca que compreende também fitness. O desenvolvimento da nova companhia visa, entre outros fatores, separar as duas modalidades, uma vez que elas sequer são semelhantes.

Atualmente, a Decathlon contabiliza 20 marcas. Paixão brasileira, o futebol é abordado pela Kipsta, voltada, aliás, para inúmeros esportes coletivos, como basquetebol, beisebol, críquete, futebol americano, handebol, hóquei, rúgbi e voleibol.

Também são marcas da varejista esportiva, cuja meta à longo prazo é possuir uma por modalidade, Simond, Aptonia, Tribord, Solognac, Quechua, Oxelo, Geonaute, Newfeel, Kipsta, Inesis, Kalenji, Fouganza, Domyos, Caperlan, B’Twin, Orao, Wed’ze, Artengo e Nabaiji.  


Notícia Decathlon Esportes de Combate Artes Marciais