O Arsenal pode trocar a Puma pela Adidas a partir da temporada 2019/2020. A informação é do jornal britânico Daily Mail, que ainda acrescenta que a marca das três listras estaria disposta a pagar 60 milhões de libras por temporada por um contrato de cinco anos, valor que seria exatamente o dobro do que a Puma paga atualmente.

Foto: Reprodução

Caso a notícia seja confirmada, o Arsenal ficaria com o segundo melhor contrato com um patrocinador técnico entre os clubes da Premier League ao lado da parceria Chelsea/Nike. A única acima seria a parceria Manchester United/Adidas, que rende 75 milhões de libras ao ano. No mundo, apenas Barcelona/Nike está acima desse valor, chegando a 105 milhões de libras.

Para se ter uma ideia do tamanho da suposta proposta da Adidas ao Arsenal, a oferta dada como certa da própria Puma ao atual campeão da Premier League, o Manchester City, e revelada pela Máquina do Esporte nesta segunda-feira (6), deve girar em torno de 50 milhões de libras anuais.

De acordo com a publicação, o dinheiro que seria injetado pelo novo contrato ajudaria na contratação de reforços para o treinador Unai Emery, forçado a trabalhar com um orçamento “limitado” de 70 milhões de libras.

Vale lembrar que a Adidas já foi fornecedora de material esportivo do Arsenal entre 1986 e 1994, período em que, ainda sem a forte concorrência da hoje arquirrival Nike, a marca alemã ficou famosa pelos uniformes produzidos.


Notícia Arsenal Adidas Puma Manchester City marketing patrocínio mercado