Um time que não chega à final do único campeonato que disputa desde 1996, quando se sagrou campeão pela última vez. E mesmo assim, pelo quarto ano consecutivo, é a franquia esportiva mais valiosa do mundo. Este é o Dallas Cowboys, da NFL, que ocupa de novo o topo da lista divulgada anualmente pela revista Forbes.

De acordo com a publicação, a equipe, que tem como proprietário Jerry Jones, vale, atualmente, a bagatela de US$ 5 bilhões. Para chegar em tal número, contou com uma receita de US$ 340 milhões em patrocínio e ingressos vendidos na última temporada, simplesmente o dobro do que qualquer outra equipe esportiva do mundo.

Além disso, ainda há a receita com televisão: 9 das 50 transmissões esportivas que mais renderam faturamento em 2018 foram jogos do Cowboys pela temporada regular da NFL na CBS, NBC e Fox.

Isso tudo ajuda a entender o porquê de os "vaqueiros", como a equipe é conhecida no mundo, terem alcançado um lucro considerado "absurdo" de US$ 365 milhões no ano passado.

Foto: Reprodução / Twitter (@dallascowboys)

Encabeçada pelo Dallas Cowboys, a lista apresentada pela Forbes tem mais da metade preenchida por equipes da NFL. A explicação dada pela publicação se baseia nos enormes acordos de direitos de mídia com CBS, NBC, Fox, ESPN e DirecTV, que pagaram mais de US$ 260 milhões por equipe em 2018.

Apesar de ter o mesmo líder, o ranking tem um novo vice. O New York Yankees, da MLB, pulou da quinta para a segunda posição, com um valor estimado em US$ 4,6 bilhões. O Top 5 é completado por Real Madrid (futebol – US$ 4,24 bilhões), Barcelona (futebol – US$ 4,02 bilhões) e New York Knicks (NBA – US$ 4 bilhões).

Outro número que chama atenção é o fato de 52 equipes da lista terem ultrapassado US$ 2 bilhões de valor. Para se ter uma ideia, em 2012, sete anos atrás, apenas uma equipe, o clube de futebol inglês Manchester United estava acima dessa marca. Com US$ 3,81 bilhões, os Red Devils ocupam atualmente a sexta posição.

Quando o assunto é o ponto de corte para ficar dentro do Top 50 da lista, houve um aumento de US$ 125 milhões em relação ao ano passado e de impressionantes US$ 1,2 bilhão quando se compara com cinco anos atrás.

A Forbes ainda revelou que a NBA é a liga que mais tem deixado os investidores empolgados ultimamente. No Top 10, além dos Knicks em quinto, também possui o Los Angeles Lakers em oitavo (US$ 3,7 bilhões) e o Golden State Warriors em nono (US$ 3,5 bilhões). E os números devem crescer exponencialmente nos próximos anos, por conta das perspectivas internacionais da liga de basquete, que tem demonstrado um foco cada vez maior fora dos Estados Unidos.

Por último, a revista ainda destaca o fato de nenhuma equipe da NHL, Nascar, MLS ou Fórmula 1 ter alcançado o Top 70. A franquia de maior ranking sem ser representante de NFL, NBA, MLB ou futebol europeu é o New York Rangers, da NHL, na 72ª posição, com US$ 1,55 bilhão.


Notícia Forbes revista valorizado franquia esportiva ranking lista Top 50 Dallas Cowboys NFL