O Cruzeiro entrou em campo no Mineirão, nesta terça-feira (28), em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Mineiro, diante do Villa Nova, com o uniforme sujo em alusão à lama e ao barro consequentes das enchentes que assolam Minas Gerais há vários dias. Com a ação, o clube quis chamar atenção para o problema vivido por milhares de pessoas em diversas cidades do estado, inclusive a capital Belo Horizonte.

A ação foi realizada em parceria com o Servas (Serviço Voluntário de Assistência Social). De acordo com um balanço da Defesa Civil divulgado nesta terça-feira (28), pelo menos 50 pessoas já morreram e mais de 28 mil estão desalojadas no estado.

Foto: Divulgação / Cruzeiro

"Pensamos nesta ação para lembrar o quanto estão sofrendo as famílias que foram impactadas com as enchentes. Queremos cada vez mais colaborar de alguma forma para um mundo melhor. A comissão técnica e os atletas abraçaram esta causa e doarão as camisas para que o Servas possa leiloar e angariar recursos para as famílias. O Cruzeiro é da torcida e deve estar cada vez mais próximo dela nessas iniciativas tão importantes", revelou Rene Salviano, diretor comercial e de novos negócios do Cruzeiro.

O clube mineiro também anunciou, em parceria com os Supermercados BH, um dos patrocinadores da camisa cruzeirense, a doação de dezenas de cestas básicas aos atingidos pelas enchentes. Os próprios jogadores ajudaram a carregar o caminhão do Servas com os donativos, que serão distribuídos nos batalhões da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros para serem destinados aos mais necessitados.

Dentro de campo, o Cruzeiro venceu o Villa Nova por 1 a 0 e se manteve com 100% de aproveitamento no Estadual. O gol da vitória do time da casa foi marcado por Wellington contra.


Notícia Cruzeiro Mineirão ação ação social marketing patrocínio doação cestas básicas camisa uniforme sujo enchentes