O Cruzeiro anunciou, no último sábado (31), um investimento focado nos e-Sports e a criação de uma equipe própria de futebol virtual do clube. Com início das atividades neste mês, o novo time estará presente nos dois jogos de futebol mais conhecidos no mundo dos games, o EA Sports Fifa 20 e o Pro Evolution Soccer (PES) 20.

De acordo com o Cruzeiro, a parceira E-Flix será corresponsável pela gestão do projeto, oferecendo todo o know-how que adquiriu durante três anos no mercado do futebol virtual. A E-Flix já detém o case de sucesso da Netshoes E-Sports (NSE), atualmente a mais conhecida equipe do jogo Fifa no Brasil.

Foto: Divulgação / Cruzeiro

"Tal tendência mundial não poderia ser ignorada por nós. Estamos atentos a tudo o que acontece e, depois de muito estudo, percebemos que os e-Sports vieram para ficar e que devem crescer ainda mais nos próximos anos. Falamos com várias empresas que atuam no segmento e explicamos o desejo de fazer parte deste universo, criando um projeto de qualidade sem trazer custos ao clube. Creio que chegamos ao desenho do que será um grande projeto no futuro. Queremos que os e-Sports do Cruzeiro abracem outras modalidades que já são sucesso, mas tudo de forma gradativa e planejada. O cruzeirense que é apaixonado por games pode esperar um trabalho forte nesta área", revelou Rene Salviano, diretor comercial e de novos negócios do clube mineiro. 

"Estamos todos muito contentes em fazer parte da criação do departamento de esportes eletrônicos do Cruzeiro, que não temos dúvida que chegou para ficar. É do perfil da nossa empresa buscar inovação e pioneirismo, e encontramos no Cruzeiro as mesmas características, nascendo então um projeto muito fortalecido pela combinação de força da imagem do clube e nossa capacidade de gestão dentro do cenário de futebol virtual", afirmou Marcelo Fadul, diretor executivo e fundador da E-Flix.

A nova equipe contará com jogadores reconhecidos em todo o mundo e ainda dará a chance de um torcedor compor a equipe de atletas da nova modalidade. Atualmente, o Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking mundial entre os maiores entusiastas de games esportivos, com uma audiência que ultrapassa 18 milhões de pessoas, segundo dados da NewZoo. Em 2019, o país deve chegar a 75,7 milhões de jogadores ativos.

A pesquisa da empresa também aponta que o mercado nacional já ultrapassou a cifra de US$ 1,5 bilhão e que os jogos eletrônicos em geral serão responsáveis por movimentar US$ 180 milhões até 2021.


Notícia Cruzeiro e-Sports E-Flix futebol virtual investimento estratégia mercado gestão marketing