A chegada de Cristiano Ronaldo definitivamente mudou o status da Juventus no mercado esportivo mundial. Além de atrair novas marcas e audiências cada vez maiores na televisão e na internet, o craque português é o principal responsável pela renovação substancial da Adidas com o clube que foi anunciada no último final de semana.

A marca alemã permanecerá como parceira da Vecchia Signora até o final da temporada 2026/2027 e pelo dobro do valor do contrato anterior. Pelo novo acordo, a Juventus receberá ‎€ 51 milhões anuais, o que representará, ao longo de oito anos, um total de ‎€ 408 milhões.

A presença de Cristiano Ronaldo no time de Turim também fará outra diferença. Além do valor fixo a receber, a Juve ainda poderá embolsar até ‎€ 15 milhões. Esse bônus poderá ser depositado, integralmente ou ao menos em parte, dependendo dos títulos conquistados dentro de campo e das vendas de camisas durante todo o contrato.

Atualmente, o clube possui cinco lojas físicas oficiais (três em Turim, uma em Milão e uma em Roma). Em 2017/2018, as vendas foram impulsionadas em 4,8% para ‎€ 27,8 milhões, mas ainda sem CR7. Para a atual temporada, espera-se um aumento muito maior, o que deve se repetir nos anos seguintes.

Foto: Reprodução / Twitter (@Cristiano)

Apesar do novo acordo muito mais vantajoso do que o anterior, a imprensa europeia destacou como a Juventus, mesmo com Cristiano Ronaldo no elenco e sendo o time mais importante e de maior visibilidade da Itália, ainda não chegou nem perto do que Real Madrid e Manchester United recebem em seus contratos com a Adidas.

Pelo acordo assinado a partir da temporada 2015/2016, os Red Devils recebem mais de € 83 milhões anuais. E em relação aos merengues, o abismo poderá ser ainda maior. Em novembro, a Máquina do Esporte informou como o clube madrilenho poderá bater o recorde em uma provável renovação com a Adidas e chegar a € 110 milhões por ano.

Vale ressaltar ainda que, após a extensão do acordo com a Adidas, a Juventus deverá se concentrar em renegociar o patrocínio máster que possui com a Jeep, previsto para terminar ao final da temporada 2020/2021. A marca de automóveis, que atualmente pertence ao grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles), paga € 17 milhões por ano para estampar o peito da camisa do clube de Turim.


Notícia Juventus Adidas Cristiano Ronaldo CR7 patrocínio marketing faturamento status monetização