O Corinthians e a IBM anunciaram nesta sexta-feira uma parceria para implementar o sistema de inteligência artificial da empresa de tecnologia no atendimento ao torcedor do clube. O Watson, como é chamado o projeto de IA da IBM, será usado para responder a perguntas dos torcedores e, também, turbinar o consumo de produtos do clube. 

“O Corinthians está redefinindo a maneira como vivenciaremos o futebol por meio de sua reinvenção digital. O clube tem sido pioneiro e inovador para melhorar a experiência, conforto, conectividade, engajamento e comunicação de seus torcedores nos jogos, além de ampliar suas oportunidades de negócios. Estamos entusiasmados por sermos o parceiro escolhido para liderar uma nova era de experiência aos fãs do clube por meio de soluções de IA, nuvem e TI no ambiente esportivo brasileiro”, disse Tonny Martins, presidente da IBM no Brasil.

O acordo tem duração de dez anos. Nele, está prevista a atuação da IBM em três frentes distintas: Arena Corinthians, relacionamento com os torcedores e, por fim, o monitoramento dos jogadores do time com o objetivo de melhorar a performance esportiva.

A primeira etapa de implementação do projeto está na Arena Corinthians. A IBM renovará o data center do estádio e fornecerá 2 mil telas para monitorar e informar os torcedores. A empresa fornecerá o serviço de análise de vídeo que possui para monitorar a torcida dentro do estádio. Em alguns lugares da Arena serão implementadas entradas com sistema de biometria.

Nessa fase inicial do negócio também está prevista a criação de um aplicativo que utiliza Inteligência Artificial para se relacionar com o torcedor. Além da comunicação instantânea para sanar dúvidas, o aplicativo trará informações estatísticas sobre o time e dados históricos, bem como prestação de serviços como calendário de jogos, venda de ingressos, etc.

Arena Corinthians passará a ser gerenciada pela IBM nos próximos dez anos / © Divulgação

Com essas mudanças, a ideia do Corinthians é ampliar sensivelmente o número de cadastrados no programa “Fiel Torcedor”, que passará a ser gerenciado pela IBM. A ideia do clube é dobrar os atuais 115 mil torcedores cadastrados num prazo de 18 meses. Para isso, a ideia é negociar acordos com empresas como lojas, postos de combustíveis e supermercados. Essas empresas dariam ao clube poder de oferecer desconto ao torcedor que participasse do programa de fidelidade recém-lançado e chamado de “Loucos por Pontos”.

Por fim, a parceria com a IBM será usada para o time de futebol. Os jogadores passarão a ser monitorados por um sistema de câmeras de vídeos e sensores, que fornecerão dados sobre a movimentação dos atletas em treinos e jogos. Além disso, a partir do curzamento de informações médicas e fisiológicas, o sistema da IBM dará insights para a comissão técnica a respeito dos atletas. As estatísticas sobre os jogadores também poderão ser exploradas pelo clube comercialmente, a partir do fornecimento desses dados em outros produtos para o torcedor.

“Estamos convencidos dos benefícios que um parceiro global como a IBM poderá trazer ao Corinthians em geral e à Arena em particular, fazendo da convergência tecnológica e da inteligência artificial a chave de uma nova era de possibilidades para a Fiel, melhorando a experiência de cada torcedor do Timão dentro e fora do dia de jogo”, contou Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Corinthians.


Notícia Corinthians Corinthians Marketing IBM