BMG é patrocinador máster do Corinthians há um ano (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

O Corinthians publicou um vídeo em suas redes sociais para incentivar os torcedores a abrirem uma conta na plataforma do clube com o banco BMG. A diferença das outras peças de comunicação do parceiro máster da equipe é que, dessa vez, houve um número estabelecido como meta.

Em filme de 30 segundos, o goleiro Cássio afirma: “A cada 100 mil contas abertas, o Timão ganha R$ 3 milhões em bônus”.

Nesta semana, a informação já havia sido dita pelo diretor administrativo do time, André Luiz de Oliveira, em sua conta pessoal do Instagram. Nesta quinta-feira (16), o clube usou o dado como peça de comunicação oficial.

Os valores entre Corinthians e BMG causaram controvérsia no último ano, quando o contrato entre as duas partes foi anunciado. Na ocasião, a equipe falou em R$ 30 milhões pelo contrato, dando a entender que essa seria a quantia anual paga pelo banco.

Na época, a Máquina do Esporte revelou que, na verdade, o valor abrangia um adiantamento de dois anos do acordo, mais bonificações. Por contrato, o BMG paga R$ 12 milhões anuais ao clube, valor inferior à metade do que o Corinthians costumava receber da Caixa.

Na apresentação do BMG como patrocinador máster, o presidente do clube, Andrés Sanchez, chegou a afirmar que haveria um “presente” para os torcedores caso o banco conseguisse 200 mil contas pelo aplicativo com a marca do Corinthians. Não foi dito, no entanto, qual seria o valor.

Segundo o site “Meu Timão”, a parceria encerrou 2019 com um número bem abaixo dessa meta, com apenas 30 mil contas abertas na parceria.

O patrocínio entre Corinthians e BMG também ganhou um novo capítulo no fim de 2019, quando o banco participou diretamente da contratação do meia Luan, por 5 milhões de euros.


Notícia BMG Corinthians Patrocínio Marketing