O Mundial da Rússia tem consagrado uma nova maneira de o torcedor acompanhar evento esportivo ao vivo ao redor do mundo. O streaming tem alcançado índices cada vez mais altos em diversos países, confirmando uma tendência que era apontada pelo mercado antes do início da Copa.

Segundo levantamento do IAB (Interactive Advertising Bureau) em 21 países, cerca de 71% das pessoas afirmaram que acompanhariam o Mundial pela televisão, enquanto 65% assistiriam via internet. A primeira rodada da Copa da Rússia mostra que os números se aproximam disso em algumas regiões do planeta.

Foto: Reprodução

Nos Estados Unidos, cuja seleção não foi para o Mundial, alguns duelos têm tido bons resultados no streaming. De acordo com dados coletados pela Conviva, que faz medições de streaming para veículos como Fox, Telemundo, Sky, NBC e Hulu, as transmissões dos jogos da primeira rodada da fase de grupos atraíram 40% a mais de visualizações do que a final da NFL, o Super Bowl, recordista anterior.

O duelo entre Argentina e Islândia alcançou um pico de audiência de 7,7 milhões de pessoas. O Super Bowl havia obtido um pico de 5,5 milhões de espectadores.

As transmissões em espanhol da Telemundo também têm obtido bons resultados. México x Alemanha foi vista por 1,1 milhão de pessoas on-line, enquando o empate entre Portugal e Espanha alcançou 939 mil espectadores.

Na Inglaterra, a BBC atingiu mais de 3 milhões de fãs em sua plataforma de streaming iPlayer durante a vitória do English Team sobre a Tunísia por 2 a 1. A partida se tornou a maior audiência on-line da emissora em toda a história.

Na Suécia, a SVT, que detém os direitos via streaming da Copa, conseguiu 1,52 milhão de visualizações de vídeo na vitória sobre a Coreia do Sul, recorde histórico.

Foto: Reprodução

O mercado que menos tem se engajado nas transmissões on-line tem sido o da América do Sul. O continente é o que previa, antes da Copa, usar mais a TV para acompanhar os jogos. Isso tem se mostrado verdadeiro depois de a bola rolar. Até agora, a Copa tem gerado índices altos de audiência no Brasil, que já começou a transmitir o Mundial no streaming, mas ainda não divulgou números. Em outros países da região, a TV tem sido o meio mais procurado para assistir às partidas.

A Fifa promete anunciar, ao final da Copa do Mundo, qual foi a audiência via streaming do torneio na Rússia. O levantamento é inédito e demonstra a preocupação da entidade em mostrar o potencial do streaming na geração de receitas de mídia.


Notícia Copa do Mundo mercado mídia transmissão streaming televisão