A Conmebol anunciou a agência MP&Silva como vencedora da licitação pelos direitos comerciais da Copa América de 2019, que será disputada no Brasil após 30 anos.

A agência ficará responsável pelos serviços de consultoria, venda e pós-venda da competição. O negócio é um dos primeiros que a MP&Silva fará dentro do mercado brasileiro, mas a empresa já foi uma das responsáveis por fazer a venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro para o exterior.

A escolha da MP&Silva, segundo divulgou a Conmebol, foi por conta da melhor oferta apresentada. A entidade, que desde o escândalo que levou à prisão todos os seus principais dirigentes tem feito um processo de licitação para todos os seus contratos comerciais, não detalhou os valores envolvidos na oferta.

“A MP&Silva é uma agência conhecida pela venda de direitos esportivos e que trabalha com grandes eventos como Roland Garros, NFL, Serie A e Premier League. Essa decisão é mais um marco no cumprimento de nossa visão estratégica de gerar mais receitas para reinvestir no desenvolvimento do futebol", diz o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

A atuação como vendedora de direitos de mídia de grandes competições é, aliás, uma das principais da MP&Silva, que recentemente tentou criar uma nova competição entre clubes nas Américas, envolvendo equipes dos Estados Unidos e "desbancando" a Libertadores.


Notícia Brasil Marketing Gestão Mídia Patrocínio Copa América Conmebol