A Confederação Brasileira de Tênis (CBT) anunciou, na última sexta-feira (6), uma reformulação visual, com a criação de uma nova marca para se aproximar dos praticantes da modalidade em todo o país. A entidade enxerga a nova logomarca como "dinâmica, moderna, atual e identificada com o esporte".

De acordo com a CBT, O novo brasão representa alguns dos preceitos que regem a administração da confederação: "a constante busca pela evolução e pela inovação, o movimento para fortalecer o tênis nacional e a conexão com os públicos praticantes do esporte". A reformulação foi desenvolvida pela Agência Saravah.

Foto: Divulgação / CBT

"A nossa gestão tem como mote principal realizar coisas novas para conquistar grandes coisas. O mundo, sobretudo na última década, tem se transformado em uma velocidade muito grande. E a nossa comunicação com a comunidade do tênis, nesta busca por um diálogo constante, se deparou com uma necessidade de transformação no seu principal símbolo: a logomarca da CBT. Trouxemos a modernidade, o dinamismo em nossa comunicação visual. As boas práticas de governança são princípios básicos da nossa gestão e, para que essa mensagem se faça compreensível, a logomarca atualizada é um dos pilares para reforçar a proximidade com tenistas, técnicos e os principais atores do tênis brasileiro", explicou Rafael Westrupp, presidente da entidade.

A iniciativa da CBT segue uma tendência vista durante todo o ano de 2019, às vésperas dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Em março, quem deu início às mudanças foi a CBAt (atletismo). Depois, em maio, vieram a CBGolfe (golfe) e a CBDN (desportos na neve). Por último, no início de julho, foi a vez da CBTM (tênis de mesa) anunciar uma nova marca e uma nova identidade visual.


Notícia Confederação Brasileira de Tênis CBT tênis logomarca identidade visual mudança aproximação mercado marketing estratégia gestão