A TV Cultura anunciou nesta quarta-feira (30) a transmissão das finais do Campeonato Paulista de Futebol Feminino, que terão o clássico entre São Paulo e Corinthians definindo a equipe campeã do torneio em 2019. Nos próximos dias, a emissora também deve confirmar os detalhes do contrato que fechou com a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para transmitir dois jogos por semana da Superliga, principal competição nacional, em um total de mais de 50 partidas. O movimento marca a volta do canal estatal paulista às transmissões esportivas, reforçando o novo posicionamento da emissora, que tem sido muito similar ao que era feito nos anos 90.

LEIA MAIS: Análise: Esporte precisa aproveitar fim do monopólio

A volta da Cultura ao esporte faz parte do projeto de retomar o protagonismo do canal. Para isso, a emissora decidiu focar nas mulheres. O presidente da emissora, José Roberto Maluf, ressaltou esse foco ao anunciar o acordo para o futebol.

"Desta vez, teremos foco também no esporte feminino. A TV Cultura, inclusive, já deu um passo rumo ao protagonismo das mulheres no futebol e no jornalismo esportivo com a contratação da narradora Natália Lara para ser a voz nos jogos e da ex-goleira da seleção Thais Picarte, como comentarista", afirmou o executivo.

A transmissão com uma equipe 100% feminina no futebol já havia acontecido no final de agosto, quando a Cultura exibiu os jogos do Torneio Uber Internacional de Seleções, competição amistosa envolvendo Brasil, Argentina, Chile e Costa Rica.

Foto: Reprodução / Twitter (@FPF_Oficial)

O mesmo, no entanto, não deverá acontecer no vôlei. A emissora deve anunciar nos próximos dias a equipe que fará a cobertura da Superliga, com homens e mulheres no comando. A estreia nas transmissões acontecerá no sábado, dia 9 de novembro, com a transmissão do jogo Vôlei Um Itapetininga x Fiat/Minas, às 19h, pela competição masculina. No domingo (10), às 20h, a Cultura mostrará América-MG x Sesc Rio. Apenas no final de semana seguinte que o vôlei feminino estará em evidência, com a transmissão de Osasco Vôlei x Pinheiros, no sábado (16), às 19h.

Tanto no futebol feminino quanto no vôlei, porém, a presença da Cultura dará a visibilidade da TV aberta para as modalidades. No caso do futebol, a Federação Paulista (FPF) comemora o acordo que fará a final do torneio, pela primeira vez, ter presença em todas as plataformas (TV aberta, TV paga e streaming).

Já no vôlei, com o acerto, a CBV consegue manter a exposição da temporada regular da modalidade na TV aberta, já que o SporTV transmite algumas partidas e outras são exibidas pelo streaming, graças à TV NSports, plataforma patrocinada pela Netshoes.


Notícia TV Cultura Paulistão Feminino Superliga de Vôlei mídia transmissão mercado TV aberta