A Major League Baseball (MLB), liga profissional de beisebol americana, estuda liberar patches de patrocínios para os uniformes dos clubes, com o objetivo de aumentar ainda mais a competitividade, visibilidade e a geração de receitas da competição.

A ideia ganhou força com o exemplo de sucesso da NBA, liga de basquete, que liberou no último ano a presença de patrocinadores nos uniformes dos clubes. Hoje, todas as franquias possuem patrocínio na camisa, num incremento médio de receita de US$ 6 milhões por clube.

“Eu diria que é inevitável (a liberação dos patches), mas, certamente não é imediato. Isso é algo que requer um bom estudo antes. Há muitas coisas a serem levadas em consideração, mas acho que chegaremos lá”, disse Noah Garden, vice-presidente executivo de negócios e vendas da MLB, ao jornal americano “SportsBusiness Journal”, não acreditando que um acordo possa ocorrer ainda nesta temporada.

Os novos patrocínios de patches exigiriam a aprovação da Associação de Jogadores de Beisebol da Major League (MLBPA) como parte do próximo acordo coletivo. Isso, porém, não deverá ser  um problema para a MLB, que provavelmente repassará parte da verba aos atletas.


Notícia Marketing Patrocínio NBA MLB