O Corinthians oficializou o patrocínio máster do BMG, em vídeo transmitido ao vivo pelo canal do clube na internet. No entanto, foram poucos os detalhes divulgados por ora. Na próxima semana, a equipe paulista e o banco farão um evento para falar mais do acordo.

A única questão ressaltada objetivamente pelo clube foi o valor do acordo. Pela assinatura do contrato, o Corinthians recebeu R$ 30 milhões à vista. Haverá mais ganhos com variáveis que ainda não foram divulgadas.

"É um projeto absolutamente inédito, revolucionário, e que vai depender, para o seu sucesso, da adesão da 'fiel' a esse produto novo que está sendo criado. Isso significa que nós teremos um contrato de parceria", ressaltou o diretor de marketing do Corinthians, Luís Paulo Rosenberg.

Segundo o dirigente corintiano, a possibilidade de trabalho em conjunto foi o principal diferencial nas negociações. Rosenberg afirmou que não gostaria que o clube fosse usado apenas para a exposição de marcas, como um "outdoor eletrônico".

Executivo do BMG, Márcio Alaor também se posicionou no vídeo, ao exaltar a força da torcida do time. O profissional ressaltou a ação realizada no Twitter, nesta quarta-feira (16), quando a marca pediu apoio dos torcedores. O número de seguidores da conta da empresa subiu de 7 mil para mais de 50 mil.

LEIA MAIS: Análise: Bancos erram ao ativar o patrocínio

A camisa com o novo aporte máster também foi revelada. E, pelo menos por ora, a marca utilizada será do próprio BMG. Há especulações de que a companhia use o Help, rede de franquias especializada em empréstimos pessoais. Foi com ela que a empresa fez aportes pontuais ao Vasco em 2018.


Notícia Corinthians Patrocínio BMG