Ambev, Penalty, Tintas Iquine, Technogym e GVT fecharam com clube

Ambev, Penalty, Tintas Iquine, Technogym e GVT fecharam com clube

O histórico de queixas de atletas e treinadores em relação à falta de infraestrutura nos grandes clubes do Rio de Janeiro é extenso. Faltam estádios, centros de treinamento, e recentemente Muricy Ramalho deixou o Fluminense apontando até ratos nas dependências do time. O Vasco encontrou uma maneira de amenizar essa situação.

Sem fôlego financeiro e com a necessidade de priorizar outros investimentos, o clube cruzmaltino tem fechado parcerias pontuais com empresas da iniciativa privada para reformar determinadas áreas do clube. "Quanto mais conseguirmos economizar, mais investimos em outras áreas", afirma Marcos Blanco, diretor de marketing do time.

O último negócio foi fechado com a GVT, operadora de banda larga e telefonia fixa. A companhia irá custear nova conexão à internet, integrar a comunicação entre as sedes do clube e ceder descontos em ligações. Em contrapartida, ganhará placas de publicidade, anúncios na revista e site oficiais e camisas e ingressos para relacionamento.

Uma semana antes, o Vasco havia anunciado parceria com a Technogym. A Ambev, patrocinadora do clube, tinha se comprometido a reformar a sala de musculação usada pela equipe. A fabricante de equipamentos de exercício físico, em troca de exposição, assumiu a responsabilidade de equipar a instalação vascaína.

Com permutas, o time carioca já conseguiu assegurar a construção de mega loja de produtos licenciados (Penalty), nova pintura do estádio São Januário (Tintas Iquine), novos vestiários do futebol profissional e amador e nova sala de imprensa (Ambev), novos pisos para ginásios e novos bancos de reservas (Recoma).

Por meio dessas parcerias, segundo consta no balanço financeiro do clube, o Vasco deixou de gastar R$ 2,7 milhões em investimentos na infraestrutura. "Esse é um valor que podemos investir em outras prioridades", finaliza Blanco. "Não há outro time brasileiro que tenha feito tantas melhorias com essa intensidade".


Notícia Futebol Nacional Ambev Vasco Gestão