O Itaú decidiu usar o sistema de aluguel de bicicletas patrocinado pelo banco no Brasil para expandir a marca para dois importantes mercados da América do Sul: Argentina e Chile. 

Por meio da startup brasileira Tembici, o banco fará um investimento de US$ 120 milhões para levar as bicicletas laranjas para o Bike Santiago, em Santiago, no Chile, e para a Ecobici, em Buenos Aires (Argentina).

O investimento faz parte da troca de todo o sistema de bicicletas depois que a Tembici comprou as duas operações de compartilhamento da bicicleta como meio de transporte nas duas cidades.

Em Santiago, a ideia é equipar a cidade com 3.500 bicicletas dispostas em 350 diferentes estações até o mês de maio. Já em Buenos Aires, a operação da Tembici teve início na última semana de fevereiro. A meta é chegar a 400 pontos de aluguel para 4.000 bicicletas.

“Estamos investindo US$50 milhões no projeto de Santiago e US$70 milhões em Buenos Aires, para que tenhamos no Chile e na Argentina o mesmo padrão de tecnologia e operação que nos fez ser reconhecidos como o melhor sistema de bicicletas compartilhadas do Brasil”, disse em nota Tomás Martins, CEO da Tembici.

Assim como acontece em 16 capitais brasileiras, os projetos na América do Sul terão o patrocínio do Itaú.

“Por sermos um banco essencialmente urbano e reconhecermos a importância da valorização do transporte ativo para o desenvolvimento sustentável das cidades, definimos a mobilidade urbana como um pilar de investimento dentro de nossa plataforma de sustentabilidade”, afirmou Luciana Nicola, superintendente de relações institucionais sustentabilidade e negócios inclusivos do Itaú Unibanco.


Notícia Marketing Patrocínio Itaú