O Comitê Olímpico Internacional anunciou, nesta segunda-feira (24), um acordo conjunto histórico com a gigante de refrigerantes Coca-Cola e a produtora chinesa de laticínios Mengniu. A parceria com as duas multinacionais foi fechada até os Jogos Olímpicos de 2032, o que inclui as edições de verão (Tóquio 2020, Paris 2024, Los Angeles 2028 e também 2032, que ainda não tem sede definida) e de inverno (Pequim 2022, Milão e Cortina d’Ampezzo 2026 e também 2030, que ainda não tem sede definida).

Segundo o jornal britânico Financial Times, o acordo foi assinado pela bagatela de US$ 3 bilhões, o que faz do aporte conjunto uma das maiores parcerias de patrocínio da história do esporte.

Pelo contrato, as categorias de bebidas não alcoólicas e laticínios do COI serão combinadas em uma nova categoria conjunta, o que permitirá à Mengniu se associar pela primeira vez ao programa Worldwide Olympic Partner (TOP) da entidade que cuida dos Jogos Olímpicos.

O investimento é o segundo de grande envergadura feito pela multinacional chinesa no esporte em pouco tempo. No ano passado, a empresa foi patrocinadora regional da Copa do Mundo da Rússia. Já a Coca-Cola chegará, em 2032, a impressionantes 104 anos de parceria com os Jogos Olímpicos, o maior acordo contínuo da história do esporte.

Ainda segundo o contrato, tanto a Coca-Cola quanto a Mengniu também serão patrocinadores do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) e dos Jogos Paralímpicos, como parte de uma colaboração de longo prazo entre o COI e o IPC firmada em julho do ano passado.

O acordo ainda inclui um "investimento sem precedentes" em mídia tradicional e digital para promover os valores dos Jogos Olímpicos globalmente, segundo um comunicado oficial divulgado no site do COI.

Foto: Reprodução / Site (olympic.org)

"Este acordo de longo prazo é outra demonstração da relevância e estabilidade dos Jogos Olímpicos nestes tempos de incerteza. Ter a nossa parceira mais antiga, a Coca-Cola, uma marca americana icônica, juntamente com uma jovem empresa chinesa, a Mengniu, unindo as mãos sob o teto do nosso programa TOP mundial é um grande exemplo do poder unificador do espírito olímpico", declarou Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional.

"Muita coisa mudou desde que vendemos a primeira Coca-Cola em um evento olímpico em 1928. Com uma nova abordagem dos nossos negócios e dos nossos patrocínios, estamos orgulhosos de nos unirmos à Mengniu para promover e celebrar os futuros Jogos Olímpicos", afirmou James Quincey, presidente e CEO da Coca-Cola Company.

"A adesão ao programa TOP servirá como um catalisador para a Mengniu crescer em todo o mundo. Este é um passo vital em nossa estratégia internacional, e estamos honrados em ter a oportunidade de construir a reputação positiva das marcas chinesas de alimentos e bebidas entre os consumidores globalmente", disse Jeffrey Lu, CEO da Mengniu.

O acerto com a empresa chinesa é o mais recente sinal de que o COI segue em busca de novas parcerias comerciais na Ásia, desde o acordo com a gigante chinesa de e-commerce Alibaba em 2017. Vale lembrar que as próximas duas edições olímpicas serão no continente asiático, com os Jogos de Verão de Tóquio em 2020 e os Jogos de Inverno de Pequim em 2022.


Notícia COI Jogos Olímpicos Coca-Cola Mengniu acordo histórico bilionário patrocínio marketing mercado